10 coisas que você precisa saber sobre Fernanda Garay

Gaúcha, taurina, braba e ídola.

BuzzShe

A camisa 16 da seleção brasileira feminina de vôlei joga muito. Fernanda Garay tem 35 anos, é taurina e um verdadeiro fenômeno dentro das quadras. Aqui, elencamos 10 coisas que você precisa saber sobre a história da nossa ídola.

VCG/Getty Images/Reprodução/Site Fernanda Garay

1. Gaúcha, Fernanda é a irmã mais velha em uma família de cinco filhos. Além de dominar o controle remoto da TV, ela cuidava dos irmãos enquanto os pais trabalhavam fora e levantava uma graninha vendendo pulseiras e geladinho no bairro Jardin Ypu, em Porto Alegre.

Reprodução/Site Fernanda Garay

Publicidade

2. O esporte tá no DNA. O pai da Fernanda foi jogador de basquete e a mãe foi jogadora de vôlei – ela, inclusive, pratica corrida de rua até hoje. Foram os pais que a incentivaram a entrar numa escolinha de vôlei. Obrigada, pais da Fernanda!

Reprodução/Site Fernanda Garay

3. Aos 14 anos, Fê Garay já tinha 1,81 m e começava a arrebentar no vôlei juvenil gaúcho. Mas a separação dos pais acabou afetando a vida financeira da família e ela teve de adiar por um tempo o sonho de se tornar uma profissional.

Reprodução/Site Fernanda Garay

Publicidade

4. Mesmo assim ela não desistiu. E, em 2001, recebeu um conselho de ouro do técnico e amigo Marco Aurélio Motta, que acompanhava seus treinos. Ele disse que Fernanda era "baixinha" para jogar como central e a aconselhou a se tornar ponteira, posição em que é preciso manjar tanto de defesa quanto do ataque. Ela seguiu seu conselho.

Reprodução/Site Fernanda Garay

5. Aos 16 anos, Fernanda deu um grande passo em sua história de atleta: foi contratada pelo São Caetano/Açúcar União e teve de deixar o Rio Grande do Sul. Ela se mudou para São Paulo sem a família. Era um desafio enorme para uma jovem negra gaúcha, que desde sempre desafiava os padrões em busca de um sonho.

Reprodução/Site Fernanda Garay

Publicidade

6. Em 2009, veio o sonhado convite para integrar a seleção brasileira, que foi campeã do torneio Final Four em Lima, no Peru.

Reprodução/Site Fernanda Garay

7. Em 2010, outro plot twist: Fê Garay se mudou para o Japão depois de ser contratada para jogar no NEC. No mesmo ano, a seleção brasileira foi campeã do Mundial Militar nos Estados Unidos, e Fernanda foi eleita MVP ("most valuable player" ou "jogadora mais valiosa", em português) da competição.

Reprodução/Site Fernanda Garay

Publicidade

8. Em 2012, ela viveu uma de suas maiores glórias: marcou o ponto decisivo da final e conquistou, junto com a seleção brasileira, a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Londres.

Reprodução/Site Fernanda Garay

9. Nos anos seguintes, ela enfrentou novos desafios: jogou em diferentes times da Turquia, da China e da Rússia, onde teve de encarar um frio insano de -20°C.

Reprodução/Site Fernanda Garay

Publicidade

10. Atualmente, Fê Garay joga pela equipe brasileira do Dentil/Praia Clube, além de integrar a seleção brasileira nos Jogos Olímpicos de Tóquio, onde irá disputar a medalha de ouro com o time dos EUA. Nós amamos te ver jogar, Fê. Arrebenta!

Reprodução

Veja também