21 filmes e séries que ajudaram a suportar o caos que foi 2020

Partes do ano de 2020 que não vão doer tanto na memória.

CONSEGUIMOS. Finalmente passamos por 2020.

Giphy

Perguntamos à Comunidade BuzzFeed quais filmes e séries ajudaram a passar pelo surto que foi esse ano, já que todos ficamos bastante tempo em casa assistindo a MUITAS coisas. Essas foram algumas das melhores respostas:

Publicidade

1. "Hamilton" trouxe esperança.

Disney+

"Especialmente quando falam que 'amanhã terão mais de nós'. Ano passado foi tão deprimente. Quando vejo tudo isso acontecendo e tantas pessoas péssimas, eu penso nessa frase. Mais pessoas empáticas, mais pessoas que pensam nos outros. Mais pessoas que se importam. Mais pessoas que querem tornar o mundo um lugar melhor. Eu dou aulas, então sei que amanhã, de fato, vão vir mais pessoas como nós."

brooklync4f584d553

2. "Luta por Justiça" mostrou que podemos superar obstáculos enquanto vemos quão racista o sistema é.

Reprodução

"'Luta por Justiça' me tocou junto com o movimento Vidas Negras. Um homem negro foi condenado injustamente e passou décadas na prisão. Quando ele finalmente saiu, criou uma organização para ajudar pessoas inocentes."

audreys4a6196a57

Publicidade

3. "Black Is King" celebrou a negritude em um momento muito necessário.

Disney+

"Tudo no filme foi apenas lindo: as locações, os figurinos, as músicas. Foi uma celebração da cultura preta e das pessoas."

roulettered505

4. "Fleabag" trouxe à pele as dificuldades com amor e identidade.

BBC

"Mostrou uma mulher imperfeita com dificuldades que só quer viver bem enquanto lidando com trauma. Eu me vi na Fleabag tantas vezes, e fico feliz em ver que meus amigos também assistiram."

monikap6

Publicidade

5. "Normal People" também.

Reprodução

"A atuação é tão boa quanto a história. Me colocou em uma montanha-russa de sentimentos, e mostrou muito bem as dificuldades do primeiro amor. Acabou comigo da melhor forma possível."

liannateresag

"'Normal People'... é sobre entender quem você é de verdade, e não quem os outros pensam que você é."

jttcangetit

6. "Mulher-Maravilha 1984" ajudou as pessoas a falarem adeus.

Reprodução

"Perdi uma amizade no começo do ano passado e fiquei muito tempo de luto. Nós amamos o primeiro filme, e ficamos esperando ansiosamente peo segundo. Eu assisti e ver o final do Steve Trevor foi a despedida que eu precisava, e não pude ter. A forma como o luto foi lidado no filme me ajudou muito."

drearileylira

Publicidade

7. "A Assistente" ajudou a ter outra perspectiva sobre ambientes tóxicos de trabalho.

Reprodução

"Eu fui mandada embora de uma empresa bem tóxica em abril. O filme me lembrou TANTO do meu antigo emprego, porque eu também trabalhava como assistente em uma companhia conhecida de entretenimento. Por mais difícil que tenha sido perder o emprego, o filme me lembrou que, no fim do dia, estou mais perto de um emprego mais saudável."

rebeccaw14

8. "BoJack Horseman" ajudou a lidar com trauma.

Reprodução

"Já tinha tentado assistir, mas não consegui. Dessa vez, decidi assistir a série inteira e foi INCRÍVEL. A história é bem difícil e lida com trauma. Mas equilibram com coisas simples e bobas para não ficar tão pesado emocionalmente. Quanto mais você assiste, melhor fica."

emilian4bc97bc9b

Publicidade

9. "Adoráveis Mulheres" celebrou as mulheres, e as fez se sentirem compreendidas.

Reprodução

"Eu sei que o filme saiu em 2019, mas ficou mais famoso no começo de 2020. Eu li o livro tantas vezes, e por mais que o filme de 1994 seja bom, o de 2019 conversou comigo. O discurso de Jo sobre mulheres tendo almas e mentes, além do coração – ambições e talentos, além da beleza... eu me acabei de chorar quando vi no cinema. Me deu um soco no estômago. Por mais que me orgulhe em ser independente e poder cuidar de mim, em alguns momentos foi muito difícil estar só."

jessilyne00

10. "We're Here" ajudou a comunidade LGBTI+ a se sentir mais próxima em uma época que estavam todos sozinhos.

Reprodução

"Durante a pandemia, me senti tão longe da comunidade LGBTI+ e da comunidade do teatro. Sou artista pan, e sem essas válvulas de escape, me senti na pior fase em anos no começo da pandemia. Eu decidi assistir a 'We're Here' um dia, e me mudou. Me fez sentir tanta felicidade e esperança. Eu senti um vazio se preencher, e me lembrou dos motivos para ter esperança."

jschmerbeck

Publicidade

11. "The Good Place" fez as pessoas pensarem na sua própria moral e motivações para serem pessoas melhores.

Reprodução

"'The Good Place' me lembrou do que a humanidade deveria ser, ainda mais em um ano que tirou tanto de nós. Me ajudou a ter menos medo da morte, e me mostrou quão tóxica a cultura do cancelamento pode ser. Me lembrou do quanto eu quero ser uma pessoa melhor a cada dia."

ananyeah

"Estive acompanhando a série desde a primeira temporada. Sempre me impressiono com quão bem os personagens se mostram e como os roteiristas conseguem dar lições morais e filosóficas de uma maneira leve. A maneira como terminaram a série – de maneira justa para cada personagem e grupo – nos deu motivo para sorrir e chorar a cada semana."

ananyeah

12. "Schitt's Creek" ajudou as pessoas a gostarem do próprio corpo.

Reprodução

"David Rose é TODAS as minhas inseguranças, ansiedades e nojeiras colocadas numa tela, e não fiquei com medo. Ele me fez me amar mais do que pude há muito tempo."

ananyeah

Publicidade

13. "Soul" nos lembrou do que importa de verdade no fim do dia.

Reprodução

"Um filme que chegou nessa cagada que foi 2020, mas 'Soul' foi mais que incrível. Um dos filmes mais emocionantes que já vi. Abordaram um assunto difícil como esse de maneira tão leve, e fazer para crianças e adultos, sem perder a graça."

orenlevko

14. "O Dilema das Redes" nos lembrou de largar o celular.

Reprodução

"Sinceramente, abriu meus olhos para como as pessoas fazem grandes decisões pensando nas redes sociais. Sempre brinquei que o meu agente da FBI era o Jerry, mas 'O Dilema das Redes' meio que o tornou real. Eu acho que todos deviam assistir."

bethanyk4e9955003

Publicidade

15. "Pose" contou histórias da comunidade negra LGBTI+ que costumam ser esquecidas.

Reprodução

"Um amigo meu morreu em junho; ele era um homem preto da comunidade, e tinha uma paixão gigantesca pela dança. Assisti 'Pose' pela primeira vez pouco tempo depois da sua morte sem saber sobre o que era. A série me ajudou muito no luto, e me juntou a ele de novo com os personagens e suas histórias."

larklikesturtles

16. "A Maldição da Mansão Bly" trouxe um lindo exemplo de um romance LGBTI+.

Reprodução

"É o relacionamento sáfico mais saudável que já vi na televisão (tirando a parte que uma delas morre). Enquanto a série acabou comigo e não saiu da minha cabeça por uns dois meses e meio, a imagem de um casal de duas mulheres felizes me ajudou a lidar com a homofobia internalizada que eu tenho em mim desde a adolescência."

hanapreston1

Publicidade

17. O talkshow Seth Meyers "A Closer Look" arrecadou dinheiro para caridades e trouxe muito amor.

Reprodução

"Toda vez que o Seth Meyer terminava o 'A Closer Look' durante o COVID, ele falava: 'Fiquem bem, lavem as mãos, amamos vocês'. E até agora, sem exeção, isso me faz chorar. Seth sempre arrecadava dinheiro e foi muito fofo ver os filhos dele causando."

skipnees

18. "O Gambito da Rainha" celebrou mulheres ambiciosas E ajudou as pessoas a reconhecerem a forma como lidam com as coisas.

Reprodução

"Uma história brilhante engajante, trouxe à tona a forma que eu estava lidando com... 2020. Bebendo demais, dormindo dias inteiros, de maneira nada saudável. Precisei ver Beth perdendo a linha para perceber que eu estava perto daquilo."

jconway

"Todo mundo duvida dela porque é uma mulher. Ela lida com perda de alguém que amava, luta contra o vício e se torna independente. Eu amo a série porque ela ganha seu espaço e respeito em um 'jogo de homens'. Ela não desiste e se educa para melhorar. Ela não liga se não se encaixa ou se não é popular, ela só liga para sua paixão. E acaba ganhando dinheiro fazendo algo que ama."

hnovember

Publicidade

19. "Parasita" mostrou a influência de filmes de fora de Hollywood e a dinâmica entre classes na Coréia do Sul (como no resto do mundo).

Reprodução

"Eu morei na Coréia, fiz várias amizades, aprendi a falar um pouco de coreano e aprendi a ler e escrever. Me apaixonei pelo país, mas também vi de perto o hiper-capitalismo e o classicismo escancarado que levou o pais a subir economicamente, custando o bem-estar dos cidadãos. Como a pressão sobre as crianças para serem ótimas academicamente para poderem fazer bem para toda a sua família, senão podem ser chutados para fora da corrida capitalista."

degobrah

20. "As Três Mortes de Marisela" encorajou as pessoas a lutarem por mudanças.

Reprodução

"Era um documentário e uma música. Eu assisti a outras séries e filmes, mas esse documentário acabou comigo. Eu moro no México, onde 10 mulheres são estupradas a cada dia... O filme é sobre uma mãe que vai atrás de justiça depois da sua filha ser assassinada pelo parceiro. Não vou contar o final, mas me fez chorar muito."

viribavi

Publicidade

21. Por último, "The Wilds: Vidas Selvagens" nos ajudou a lidar com perda, dificuldades e abandono.

Amazon

"Foi uma série muito genuína. Parecia de verdade e me conectei com quase todos os personagens. Enquanto falava sobre alguns assuntos difíceis, nunca achei que estavam forçando a barra."

e4012c0019

"Foi uma série incrível com um tema muito profundo. Me vi muito em Nora, porque ela fazia de tudo pela irmã sem ser reconhecida enquanto lidava com a própria perda."

jakesmith

Algumas respostas foram alteradas por clareza.

Publicidade

Esse post foi traduzido do inglês.

Publicidade