8 filmes que acertaram os musicais e 7 filmes que os estragaram

Nem toda adaptação musical é como "Cats".

1. Maravilhoso: "Mamma Mia! O Filme" (2008)

Universal Pictures

Eu não sabia que precisava ver Meryl Streep cantando e dançando até esse filme. O restante do elenco é igualmente espetacular, contribuindo para um filme divertido e cheio de emoção. Há uma razão para ele ter tido uma sequência; esse filme é o equivalente a beber uma margarita na praia. Ele captura perfeitamente o espírito do musical e do ABBA.

2. Entediante: "Cats" (2019)

Universal Pictures

Se "Mamma Mia! O Filme" é uma margarita na praia, "Cats" é uma caneca de refrigerante diet quente no ferro-velho.

Para ser justa, "Cats" já é um espetáculo estranho. Não sei se é possível fazer uma boa adaptação, dado o foco em figurinos e na dança no musical de palco. Mesmo assim, o elenco repleto de estrelas e tons sexuais estranhos fizeram desse filme uma adaptação particularmente bizarra. Vamos dizer apenas que as críticas não foram elogiosas.

Publicidade

3. Maravilhoso: "Os Miseráveis" (2012)

Universal Pictures

Pessoalmente, acho que as adaptações musicais devem ser autênticas ao musical de palco, além de acrescentar algo novo, e acho que esse filme faz isso. Ele preserva o tom e a integridade musical do espetáculo, ao mesmo tempo em que usa as técnicas cinematográficas para nos dar uma visão muito mais intimista do que o espetáculo no palco. Além disso, a atuação é incrível e o canto ao vivo faz as músicas parecerem muito mais ressonantes emocionalmente.

4. Entediante: "Hairspray: Em Busca da Fama" (2007)

New Line Cinema

Eu adoro o Zac Efron, e eu o adoro no filme, mas eu simplesmente não adoro o filme como um todo. Ele não é tão autenticamente divertido quanto o original, e fica muito dependente das estrelas de Hollywood. Isso dificulta perder-se na história, porque eu não engulo nenhum deles como os personagens. Os cortes (como "The Big Dollhouse") e as mudanças (Link e Tracy nem sequer estão juntos durante "Without Love"!!) nas músicas também desvalorizam um dos meus musicais de palco favoritos.

Publicidade

5. Maravilhoso: "Chicago" (2002)

Miramax Films

Catherine Zeta-Jones e Renée Zellweger estão maravilhosas nesse filme. O que eu mais amo nos musicais é que eles são eventos grandeosos, teatrais e chamativos. "Chicago" consegue capturar perfeitamente esse espírito, em vez de tentar tornar a história muito hollywoodiana. As danças, os figurinos, as maquiagens e os cantos são maravilhosos e, no geral, o filme é muito divertido!

6. Entediante: "Caminhos da Floresta" (2014)

Walt Disney Studios Motion Pictures

Veja bem, você nunca vai me ouvir falar mal da Meryl, e ela está ótima nesse filme. Mas, novamente, há muitas estrelas para se perder na história. Parece muito um sucesso de bilheteria de Hollywood e não o musical que muitos interpretaram e viram quando crianças.

Publicidade

7. Maravilhoso: "O Fantasma da Ópera" (2004)

Warner Bros. Pictures

Os principais atrativos do musical são seus incríveis cenários e efeitos. Embora não tenhamos isso no filme, a versão cinematográfica torna um musical que pode ser difícil de entender (é uma ópera, afinal) em uma versão muito mais acessível. Os figurinos e os cenários ainda são espetaculares, e os cantos são incríveis (comentário provocativo: Gerard Butler parece bom para mim!!).

8. Entediante: "Os Últimos 5 Anos" (2014)

Radius-TWC

Anna Kendrick está linda no filme, mas "Os Últimos 5 Anos" simplesmente não deu certo como filme. O espetáculo realmente trata-se mais um dueto muito longo, e vê-lo filmado torna as cronologias um pouco mais confusas do que no musical. Isso desvia o encanto dos nossos dois protagonistas, que na verdade fazem um bom trabalho interpretando Jamie e Cathy.

Publicidade

9. Maravilhoso: "A Noviça Rebelde" (1965)

20th Century Fox Studios

O espetáculo de palco "A Noviça Rebelde" mantém-se surpreendentemente bem depois de todos esses anos, e o filme também. Julie Andrews personifica perfeitamente o espírito de Maria, e sua voz é como a de um anjo. Perfeitamente escalado, encenado, filmado e cantado, esse filme é simplesmente atemporal.

10. Entediante: "Rent: Os Boêmios" (2005)

Sony Pictures Releasing

Esse foi um dos meus filmes favoritos quando criança. Mas, sendo realmente sincera comigo mesma... não é a melhor adaptação. Eles cortam várias músicas (principalmente a segunda metade de "Goodbye Love"), o que não ajuda. No palco, o musical é muito mais intimista, imersivo, mas de alguma forma ainda não refinado, e isso simplesmente não se traduz na tela.

Publicidade

11. Maravilhoso: "Grease: Nos Tempos da Brilhantina" (1978)

Paramount Pictures

Sim, "Grease: Nos Tempos da Brilhantina" está ultrapassado. As mensagens são questionáveis. Mas, como uma adaptação do musical de palco (que tem sido o favorito das produções do ensino médio há décadas), esse filme é perfeito. O canto, a atuação e os figurinos de John Travolta e Olivia Newton John realmente fazem desse filme um ícone, quer você goste ou não do musical em si.

12. Entediante: "Rock of Ages: O Filme" (2012)

Warner Bros. Pictures

O musical de palco "Rock of Ages" realmente trata-se mais de um show. Muito do seu apelo é que ele é ao vivo. Assim como muitos outros nesta lista, simplesmente não deu certo como um filme. A música é barata e refinada automaticamente por computador, e a coisa toda parece um pouco brega para o filme.

Publicidade

13. Maravilhoso: "Sweeney Todd, o Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet" (2007)

Warner Bros. Pictures

Tim Burton foi a escolha perfeita para dar vida a esse espetáculo macabro e divertido, e Johnny Depp e Helena Bonham Carter nunca foram tão bem escalados para os papéis. O canto nem sempre é incrível, mas a atuação, o estilo e o tom do musical são tão bem capturados no filme que isso quase nem importa.

14. Entediante: "Annie" (2014)

Sony Pictures Releasing

"Annie" não é um musical que necessariamente precisava ser atualizado, e essa versão é mais uma adaptação não literal. Parte do apelo de "Annie" é seu grupo de crianças no elenco, e esse filme perde isso ao deixar de fora o aspecto do orfanato. Além disso, talvez seja apenas porque eu realmente não gosto da Cameron Diaz (exceto na obra-prima cinematográfica "O Amor Não Tira Férias"), mas ser escalada como protagonista em uma comédia romântica dos anos 2000 no papel de Hannigan parece uma decisão confusa.

Publicidade

15. Maravilhoso: "Dreamgirls: Em Busca de um Sonho" (2006)

Paramount Pictures

Eu já disse muitas coisas negativas sobre o uso de estrelas em filmes musicais, mas "Dreamgirls: Em Busca de um Sonho" é um exemplo em que deu certo. Primeiro de tudo, o elenco é perfeito. Sim, é difícil ver a Beyoncé como alguém que não seja a Beyoncé, mas sua personagem no filme não é um exagero. Segundo, o canto e as atuação são realmente bons. "And I'm Telling You I'm Not Going", de Jennifer Hudson, merecidamente lhe valeu um Oscar, e "Listen" é literalmente minha música favorita da Beyoncé. Esse filme nos lembra o talento de suas estrelas, enquanto ainda se mantém orgânico e fiel ao musical.

Este post foi traduzido do inglês.

Publicidade

Leia mais

15 adaptações de livros que chegarão às telas em 2020

Escrito por Farrah Penn • há 2 anos

Todo mundo ficou traumatizado com a cena de "Cats" em que Rebel Wilson come baratas com rostos humanos

Escrito por Matt Stopera • há 2 anos

O quanto você se lembra de High School Musical?

Escrito por Tessa Fahey • há 2 anos

Veja também