32 fotos emocionantes de pessoas curtindo sua primeira Parada do Orgulho LGBTI+

Neste ano não deu para celebrar na ruas, mas as lembranças de outras edições merecem ser compartilhadas!

Publicado por Natasha Jokic e Luisa Oguime

Há um ano

Infelizmente, por causa do coronavírus, esse ano não poderemos prestigiar as Paradas do Orgulho LGBTI+ nas ruas.

Então, pedimos aos membros da Comunidade BuzzFeed para compartilharem fotos da primeira vez que foram celebrar a Parada LGBTI+. Aqui estão apenas algumas das respostas mais emocionantes e inspiradoras:

Publicidade

1. "Esta é uma foto do ano passado, que foi a primeira Parada do Orgulho LGBTI+ que meu namorado (à direita) participou, com 29 anos. Celebramos em sua cidade natal, Liverpool, e eu me lembro de me sentir muitíssimo orgulhoso de ele ser meu namorado naquele dia — era como se ele tivesse abraçado completamente quem ele era, como mostra a bandeira do orgulho LGBTI+! Eu simplesmente tive que beijá-lo."

doyle03

2. "Eu tenho duas mães, e minha primeira Parada do Orgulho LGBTI+ foi logo depois que eu nasci! Meu macacão diz 'minhas mães são demais'."

stardust-baby

Publicidade

3. "Minha primeira Parada do Orgulho LGBTI+ foi em 2018, e foi o momento mais feliz da minha vida. Eu nunca me senti tão livre para expressar quem eu sou. Desde então, tenho ido à parada todos os anos!"

deshaunsworld

4. "Minha primeira Parada do Orgulho LGBTI+ foi quando eu tinha 17 anos, em 2007 ou 2008. Peguei o trem dos subúrbios para Chicago, vestindo minha camisa feita em casa com os dizeres 'Bi Pride' (Orgulho Bi) que escondi dos meus pais. Como não conhecia o transporte público, imprimi um mapa do MapQuest e caminhei 16 quilômetros no calor e na chuva. Mal cheguei ao final da parada e depois peguei um táxi de volta à estação de trem. Foi incrível."

katiek59

Publicidade

5. "Minha primeira Parada do Orgulho LGBTI+ foi em Toronto, em 2016. Contei aos meus pais sobre a parada, e eles acharam que seria legal viajar no fim de semana. Só tinha um problema — eu ainda não havia me assumido para eles! Só quando estávamos caminhando para a feira de rua que consegui fazer isso. Os dois foram ótimos, e isso me tirou um peso enorme dos ombros!"

fatlouie

6. "Na minha primeira Parada do Orgulho LGBTI+, eu tinha acabado de começar a namorar meu (agora) namorado. Ele é uma drag queen e apresentou o festival do Orgulho LGBTI+. Foi uma experiência incrível, e sempre será uma das minhas lembranças mais felizes."

bentripp

Publicidade

7. "Esta é a primeira Parada do Orgulho LGBTI+ minha e dos meus amigos em Baltimore, em 2015. Ela significou muito porque todos nós tínhamos acabado de nos assumir próximo ao Dia de Ação de Graças no ano anterior — três de nós literalmente nos assumimos no mesmo dia. A energia proveniente da Parada do Orgulho LGBTI+ é incomparável."

joet4502168ce

8. "Minha primeira Parada do Orgulho LGBTI+ foi em 2016. Fui a Cardiff para ver uma amiga — era minha primeira vez em Gales, a primeira vez que andei de avião sozinha e a primeira vez na Parada. Eu me lembro de estar superanimada, mas também um pouco impressionada, porque eu nunca tinha visto tantas pessoas LGBTI+ em um só lugar antes. Eu me lembro de pensar comigo mesma: 'É, estamos em todo lugar'. Jamais esquecerei isso."

mhairilaing

Publicidade

9. "Esta foi minha primeira Parada do Orgulho LGBTI+, em 2012. Eu tinha acabado de me assumir e queria me envolver mais com a comunidade, então me tornei parte da ILGA Portugal. Foi como se eu estivesse em família, e senti muito amor pela nossa pequena comunidade em Lisboa."

omarb463fb5116

10. "Esta sou eu na minha primeira Parada do Orgulho LGBTI+ em Leicester, Reino Unido, em 2015. Eu tinha 18 anos e tinha recentemente começado a me assumir como não binária. Foi a primeira vez que as pessoas começaram a usar o nome que eu escolhi, Raphael, e isso foi simplesmente incrível. Eu me senti muito amparada e como se eu simplesmente pudesse relaxar e não ter que lutar contra as dificuldades. Foi um dos melhores dias que tive até hoje."

raphaelm4531eddd4

Publicidade

11. "Minha primeira Parada do Orgulho LGBTI+ com meu namorado, marchando juntos em São Francisco, em 2019."

luisfer

12. "Minha primeira Parada do Orgulho LGBTI+ foi no ano passado, depois de estar assumida há três anos. Eu me assumi no ano em que Trump foi eleito, e foi uma experiência assustadora e que gerou ansiedade. Eu me senti muito empoderada quando andei com o SoCal Motorcycle Contingent For Equality — um grupo de lésbicas motociclistas que começa a parada com uma enorme frota. As lésbicas em Los Angeles têm muitas vezes se sentido excluídas da vida noturna queer, e ter um dia em que somos totalmente abraçadas e celebradas, especialmente em um mundo dominado por homens, como andar de moto, era bonito e inspirador."

morganlieberman

Publicidade

13. "Minha primeira Parada do Orgulho LGBTI+ depois que eu finalmente reconheci e aceitei que eu era bi! Eu me senti bastante livre, apenas sendo eu mesma — expressiva e orgulhosa em público. Foi um dia que mudou minha vida."

scarag

14. "Minha namorada, eu e minha melhor amiga na minha primeira Parada do Orgulho LGBTI+. Minha mãe nunca quis que eu tirasse a camisa porque não queria a 'atenção' e queria que eu aparecesse como um 'garoto normal'. Mas as mães do Up North Pride de Michigan estavam muito orgulhosas de mim."

pianoprince

Publicidade

15. "Minha primeira Parada do Orgulho LGBTI+ foi no Gay Days em Orlando. Eu tinha sofrido bullying toda a minha vida por ser uma moleca, e fui chamada tanto de lésbica que reprimia isso e me sentia envergonhada. Quando finalmente me assumi, minha noiva (namorada na época) me levou para o Gay Days, e eu chorei instantaneamente. Um mar vermelho, um mar de pessoas como eu que sabiam o que eu tinha passado e me apoiavam. Eu me senti orgulhosa pela primeira vez. Eu amo a Parada do Orgulho LGBTI+, e tenho ido todos os anos desde então."

supergirl09

16. "Nossa primeira Parada do Orgulho LGBTI+ como uma família de três."

jltalmich28

Publicidade

17. "Dois anos atrás, fui à Parada do Orgulho LGBTI+ em São Francisco com meu incrível melhor amigo e irmão. Que fim de semana de amor e celebração! Uma das minhas lembranças favoritas."

tanyabattistini

18. "Minha esposa e eu em 2014: nosso primeiro verão juntas e nossa primeira Parada do Orgulho LGBTI+. Nos casamos em 2017, e nosso casamento incluiu muito do orgulho LGBTI+ — dos arcos-íris ao reconhecimento sincero das pessoas LGBTI+ que tornaram nosso casamento possível através de protestos, revoltas e visibilidade."

gusguskels

Publicidade

19. "Parada do Orgulho LGBTI+ de Amsterdã em 2018 — eu sou o cara de óculos escuros, minha filha está na minha frente. Uma experiência incrível, com todos dançando, cantando e celebrando."

leopoldlindelauff

20. "Minha primeira Parada do Orgulho LGBTI+ foi incrível. Eu tinha me assumido para minha família alguns meses antes. Era simplesmente incrível poder sentar e observar as pessoas e ver outros como eu."

natrat11

Publicidade

21. "Minha primeira Parada do Orgulho LGBTI+ foi em 2008 — eu era um BEBÊ de 18 anos. Isso foi na Parada do Orgulho LGBTI+ de Baltimore uma semana depois do meu aniversário de 18 anos — o dia em que saí de casa. Estou usando o anel de hóquei sobre a grama da minha ex-namorada, e foi assim que fui descoberta pela minha mãe. Quando saí de casa, minha mãe ligou para a família da minha ex-namorada e expôs a sexualidade dela. Eu não tinha para onde ir, e encontrava a casa de um amigo diferente todas as noites."

jessrdwyer

22. "A minha primeira Parada do Orgulho LGBTI+ aconteceu no mesmo fim de semana de um grande festival de música em que todos os meus amigos estavam, então eu fui sozinha. Eu era uma jovem gay e desajeitada, mas decidi ir até um grupo aleatório de pessoas e perguntei se poderia me juntar a elas na tenda de cerveja. Estes somos nós da cabine de fotos (eu de óculos escuros). Fui embora naquele dia não apenas me sentindo orgulhosa da minha sexualidade, mas agradecida pela confiança que a Parada do Orgulho LGBTI+ me deu."

maevezimmer

Publicidade

23. "Esta sou eu logo antes de ir à minha primeira Parada do Orgulho LGBTI+, aos 28 anos. Meus pais me expulsaram de casa aos 18 anos — e é por isso que me assumi tão tarde. Depois de ficar casada com um homem por cinco anos, me dei conta que era lésbica. O casamento homoafetivo havia acabado de ser aprovado nos EUA, e meus amigos me convidaram para a Parada do Orgulho LGBTI+ para que eu não ficasse sozinha. Eu chorei muitas lágrimas de alegria, conheci várias ótimas pessoas e finalmente pude respirar. Foi o melhor momento da minha vida. Eu finalmente pertencia."

raisaleandrab

24. "Na verdade essa foi minha segunda parada, a primeira fora do armário. Lembro de ter chorado muito porque finalmente me senti parte daquela família enorme que estava ali, todos lutando pela mesma causa e pelo direito de amar sem ser julgado. Me senti abraçada e vi que ali era meu lugar. Foi lindo demais. Morro de saudade desse dia 🏳️‍🌈❤"

– Renata Alves

Publicidade

25. "Este foi o registro da minha primeira Parada LGBTI+, na Avenida Paulista, SP, em 2018. Na época já era assumido, mas nunca tive um anseio de ir por conta da multidão mesmo. Como um grupo de amigos insistiram que eu fosse, acabei indo. Foi um mix de sentimentos ver aquele monte de gente lutando por igualdade. 🏳️‍🌈👊"

– Rômulo Silva

26. "Essa foi minha primeira parada, a de Floripa em 2018! Apesar de já ter ouvido falar de como era, a sensação de estar ali no meio foi muito massa: as drags nos trios falando sobre como era importante lutarmos por nossos direitos, as pessoas se divertindo com todos os hinos pop possíveis... Fiquei tão entusiasmado em comprar minha bandeira que tirei até foto com ela virada kkkkk. Eu fui com uma amiga e com um @ (que tirou a foto). 2018 foi meu primeiro ano morando longe dos meus pais e essa parada foi o momento em que percebi como minha segunda família é poderosa ❤️🧡💛💚💙💜"

– Danton Magri

Publicidade

27. "Minha primeira parada foi logo depois que eu me assumi pra minha família! Foi aqui em Curitiba e foi incrível a sensação de estar ali sem medo de encontrar alguém conhecido, de ter que mentir. Caramba, é algo simples que todo mundo devia sentir ♥️"

– Matheus Oliveira

28. "Eu não tenho foto da minha primeira parada em SP, mas tenho da parada de Montreal, ano passado, onde 100 brasileiros LGBTI+ desfilaram juntos, batucando e levando alegria. Que dia maravilhoso, uma sensação de pertencimento e segurança absurda. Ver não só o 1º ministro do país, como o da província onde moro, artistas, jornalistas, todas as grandes empresas (Walmart, por exemplo), as forças armadas, guarda costeira, atletas, universidades, sindicatos de trabalhadores rurais, pessoas trans com mais de 50 e mais um monte de gente com toda nossa diversidade com alas e caminhões de som, foi de arrepiar! Lembrando que o maior patrocinador da parada aqui é o Cassino de Montreal, o governo provincial, além das empresas e grandes bancos."

,

– Juliana Correa

Publicidade

29. "Um dia incrível! 💛"

– Lu Freitas

30. "Eu fui na parada LGBTI+ de SP no ano passado. Minha primeira parada! Meses depois eu fui em outra na minha cidade."

,

– Simara Ribeiro

Publicidade

31. "Parada em NY ano passado!!! Um dos dias mais felizes da minha vida!"

,

– Guilherme de Paula

32. "Essa foi minha primeira parada, no ano passado em Porto Alegre. Fui com amigos de um coletivo que eu fazia parte e foi lindo ver tanta gente livre, pessoas passeando de mãos dadas, muuuitas bandeiras e ninguém falando mal daquilo 😍 Nessa parada eu conheci a menina do meu lado (a do meio) e o melhor amigo dela. Nos encontramos de novo no início desse ano e agora ela é minha namorada ❤"

– Alexandra Ritzel

Publicidade

Observação: as respostas foram editadas por questões de espaço e clareza.

Leia mais

A Nickelodeon tuitou que Bob Esponja é membro da comunidade LGBTI+, mas a gente já sabia

Escrito por Terry Carter Jr. • há um ano

Aqui estão 45 casais formados por pessoas LGBTI+ famosas

Escrito por Matt Stopera • há um ano

15 casais LGBTI+ contam como se conheceram e eu não estou chorando, você que está!

Escrito por Ajani Bazile • há um ano

30 filmes incríveis que você deveria assistir durante o Mês do Orgulho LGBTI+

Escrito por Sam Cleal • há um ano

Publicidade

Veja também