Um guia mais ou menos definitivo de como estar presente para seus amigos

Estar presente é fundamental para criar e manter laços fortes e significativos com amigos, familiares, colegas de trabalho e amigos da internet. É o que transforma as pessoas que você conhece em pessoas importantes.

Há 3 anos

Alexa Fishman / BuzzFeed

Estar presente para os outros é difícil de descrever, mas você reconhece quando vê acontecer ou quando alguém faz isso por você. Quando falamos em estar presente, falamos sobre testemunhar a dor, a alegria e a verdadeira essência das outras pessoas; validando suas experiências; aliviando seu fardo; enxergando-as de verdade; e expressando que elas não estão sozinhas nesta vida.

Estar presente é fundamental para criar e manter laços fortes e significativos com amigos, familiares, colegas de trabalho e amigos da internet. É o que transforma as pessoas que você conhece em pessoas importantes.

O problema é que estar presente não é exatamente fácil. É simples, mas isso não significa que não dê trabalho. Estar presente requer inteligência, intuição, empatia, generosidade, confiança e disposição para ser vulnerável. Não acontece simplesmente; é preciso um nível de intencionalidade, esforço e prática. E estar presente de verdade para os outros exige que você faça algo que pode ser ainda mais difícil — estar presente para si mesmo primeiro. Isso significa realmente se conhecer, cuidar da sua saúde física e mental, ser gentil com si mesmo e estabelecer limites.

Estar presente para si mesmo é o que lhe permitirá ser um(a) amigo(a)/parceiro(a) melhor e mais presente; evitará ressentimentos, relacionamentos unilaterais e desgaste; e lhe ajudará a descobrir exatamente como deve ser na prática estar presente para as pessoas importantes para você.

Publicidade

Estar presente requer inteligência, intuição, empatia, generosidade, confiança e disposição para ser vulnerável.

Cada vez que estamos presentes para alguém é como se estivéssemos transformando uma única lâmpada nas luzes do Natal. De vez em quando, conseguimos fazer um gesto grandioso o suficiente para acender várias lâmpadas de uma só vez, mas, na maior parte do tempo, estar presente é mais eficaz quando se faz aos pouquinhos. Com o tempo, acenderemos cada vez mais lâmpadas, criando uma linha conectada que brilha intensamente, iluminando o caminho de nossos entes queridos quando a vida fica sombria.

Como acreditamos firmemente no poder de estar presente — como pessoas que estiveram presentes para os outros e que sentiram o poder transformador e salvador de ter pessoas presentes para nós —, montamos uma longa lista de maneiras de estar presente para seus entes queridos.

Nem tudo nesta lista se aplicará a todo mundo ou a todos os relacionamentos — uma parte importante de estar presente é conhecer seu público —, mas esperamos que ela sirva como um bom ponto de partida e uma fonte de inspiração. Porque quanto mais de nós estivermos presentes uns para os outros regularmente, mais luzes acenderemos coletivamente e mais brilhantes se tornarão nossos caminhos.

Aqui estão diversas maneiras diferentes de estar presente para as pessoas em sua vida:

1. Quando estiver conversando com alguém que você goste — seja pessoalmente ou por telefone/Skype —, faça o possível para estar totalmente presente.

2. Dê aos seus relacionamentos não românticos o mesmo tipo de atenção, cuidado e energia mental que você dá aos românticos. Pense em seus amigos pelo menos tanto quanto você pensa em seu amor, em seu time preferido ou em celebridades de reality shows.

3. Crie notificações no calendário para o aniversário da pessoa ou anote-o em seu novo calendário a cada janeiro. (Não dependa do Facebook!) Decore o signo dela enquanto faz isso.

4. E coloque outros dias importantes da vida da pessoa (aniversário dos filhos ou de casamento) em seu calendário, principalmente aqueles ligados ao luto. Fale com ela no aniversário de morte de um ente querido e diga que você está pensando nela.

5. Descubra o melhor método de comunicação para vocês. Algumas pessoas são péssimas para responder mensagens, mas são ótimas ao telefone. Lamentamos dizer que isso significa que você precisará aceitar a situação e terá que ligar para ela de vez em quando. Falar ao telefone às vezes é melhor do que perder amigos de longa data porque eles não podem trocar mensagens o dia inteiro no trabalho.

6. Estabeleça a maneira mais fácil de se comunicar regularmente. Algo tão simples quanto trocar fotos do café da manhã e de como estão vestidos todos os dias pode ser uma maneira surpreendentemente incrível de se relacionar regularmente. Assim como enviar mensagens de voz um para o outro.

Publicidade

Alexa Fishman / BuzzFeed

7. Pergunte/lembre-se dos nomes dos colegas de trabalho e amigos sobre os quais a pessoa mais fala. Não só é estrategicamente mais fácil, como também passa a mensagem: "Estou interessado(a) em você e em suas histórias".

8. Quando estiverem colocando a conversa em dia, pergunte como estão os pais/irmãos da pessoa.

9. Se vocês não moram perto um do outro, faça questão de saber o clima na cidade da pessoa. O clima molda nossas vidas todos os dias — ele influencia nossas decisões de roupa, deslocamento diário, planos de fim de semana e humor geral. Sabendo disso, você poderá saber um pouco mais sobre o dia a dia das pessoas que ama.

10. Repita comigo: "Isso me lembrou de você." Ou: "Achei que você poderia gostar disso." Não importa se você está enviando um meme ou um presentinho para a pessoa; aquele momento em que alguém se sente realmente visto por um amigo é muito afirmativo e bom.

11. Preste atenção e anote tudo o que a pessoa disser que inclua "quero", "desejo" ou "preciso".

12. E utilize a seção de notas do seu telefone para escrever coisas que você quer lembrar sobre a pessoa — ideias para presentes de aniversário, cores preferidas, os nomes de seus 17 sobrinhos e sobrinhas etc.

13. Estabeleça encontros permanentes — ligações semanais, cafés da manhã mensais, um clube de receita que se encontre regularmente, qualquer coisa. Mesmo que você tenha que alterar o dia/horário exato da semana, é muito mais fácil fazer acontecer quando você já tem esse ponto de partida.

14. E considere ter um lugar em que vocês sempre se encontrem (como sua livraria local ou um ótimo restaurante) ou uma atividade que vocês sempre façam (ir a uma matinê e depois tomar café); é muito mais fácil fazer planos se a maior parte do trabalho já estiver feito.

15. Esteja literalmente presente. Não deixe a pessoa esperando. Faça questão de ser pontual. E se você precisar cancelar os planos, defina uma data para um novo encontro na mesma conversa, em vez de deixar em aberto.

16. Se a pessoa lhe contar sobre algo que está planejando (uma apresentação, por exemplo), pergunte como foi no dia seguinte ao evento.

17. Conheça a rotina diária/semanal da pessoa para que você saiba quando as coisas estiverem estranhas, ou possa perceber que não tem notícias da pessoa há algum tempo.

18. Tenha informações de contato de pelo menos um outro indivíduo próximo da pessoa — seu pai/sua mãe, seu irmão/sua irmã, seu/sua parceiro(a), seu/sua companheiro(a) de quarto —, junto com o locador da casa e/ou um colega de trabalho. É bom ter em caso de emergência e também para planejar uma festa surpresa.

19. Envie para a pessoa uma mensagem positiva, engraçada ou afirmativa logo pela manhã.

Publicidade

Alexa Fishman / BuzzFeed

20. Lembre-se de perguntar como foi o dia da pessoa e prestar atenção de verdade na resposta.

21. Se a pessoa não para de falar sobre uma série da Netflix, ou sobre uma história em quadrinhos, ou uma receita ou um produto, dê uma conferida. Mesmo que você não goste, ainda aprenderá um pouco mais sobre ela no processo, e ela perceberá que você tentou.

22. Não ignore as coisas sobre as quais seu amigo quer falar, mesmo que você não esteja muito interessado.

23. Faça uma anotação mental dos tópicos sobre os quais a pessoa pareça ter muito a dizer ou sobre os quais tenha sentimentos muito fortes.

24. E observe as coisas sobre as quais a pessoa não fala nunca. Você não precisa se intrometer, mas é bom estar ciente dos pontos delicados.

25. Tire mais fotos da pessoa quando ela estiver se sentindo bem.

Publicidade

Alexa Fishman / BuzzFeed

26. Conte para a pessoa quando alguém falar algo bom sobre ela.

27. Apoie os objetivos da pessoa e não a inveje pelas coisas que você sabe que ela está tentando mudar para melhor.

28. Tenha consciência de como você fala sobre outros indivíduos/amigos na frente da pessoa. Ninguém quer se abrir com alguém que é insensível, crítico ou fofoqueiro.

29. E não conte sobre assuntos pessoais dela(a) para outras pessoas sem permissão — nem mesmo para outros amigos próximos em quem você confie.

30. Se a pessoa te contar sobre uma experiência pessoal, evite interrogá-la ou assumir a posição de advogado do diabo. (O diabo não precisa de mais advogados!!!) Seja conhecido(a) como o(a) amigo(a) que diz: "Eu acredito em você".

31. E faça o possível para não julgar a pessoa, principalmente se ela compartilhou algo particularmente pessoal ou que seja motivo de vergonha para muitas pessoas. (Mas se você julgar alguma coisa no momento, reconheça isso e se desculpe.)

32. Envie cartas escritas à mão ou cartões postais apenas para dizer oi.

Publicidade

Alexa Fishman / BuzzFeed

33. Criem suas próprias tradições. Planeje uma viagem de fim de semana a cada verão, escolha um feriado para vocês sempre passarem juntos, sempre assistam ao novo filme de Star Wars juntos, escreva uma carta para a pessoa todo ano em seu aniversário etc.

34. Desenvolvam sua própria linguagem para coisas que apareçam muito em conversas. Designar uma frase, palavra-chave ou emoji para indicar: "Isso é um pouco demais para mim, vamos mudar de assunto" ou "Estou muito ocupado para conversar, mas estou pensando em você e sinto sua falta!" realmente pode aprofundar os laços.

35. Seja sincero com a pessoa sobre suas necessidades, em vez de esperar que elas saibam por natureza como te amar.

36. Curta e comente a foto ou atualização de status que não esteja recebendo o reconhecimento merecido.

Publicidade

Alexa Fishman / BuzzFeed

37. Convide a pessoa para fazer as coisas, mesmo que seja com a ressalva: "Sei que você não costuma fazer X, mas mesmo assim eu queria perguntar." Muitas pessoas se preocupam que o fato de dizer não algumas vezes possa fazer elas nunca mais serem convidadas, então tente amenizar esse medo. Além disso, se a pessoa sempre disser não aos seus convites, você pode perguntar a ela — de uma forma aberta e sem pressão — se há algo que a faria aceitar.

38. Se a pessoa estiver muito ocupada para fazer planos, pergunte se ela precisa de ajuda com alguma coisa, se ela gostaria de ter companhia enquanto faz algumas tarefas ou compras, ou se quer apenas conversar sobre isso.

39. Não force a pessoa a sair com outras pessoas em seu círculo das quais elas não gostem ou não confiem.

40. Fique de olho se a pessoa está ou não passando tempo com outros amigos. O isolamento social é um problema muito real e nem sempre é óbvio se você não estiver realmente atento.

41. Enxergue a pessoa de verdade. Preste atenção aos sinais físicos de que ela pode não estar muito bem — como parecer super cansado/não dormir, falta de higiene, uma casa toda bagunçada ou variações de peso. Você não precisa comentar nem nada; são apenas informações que podem lhe contar uma história se você também começar a notar outros sinais.

42. Se seu instinto está lhe dizendo que há algo errado com a pessoa, confie em seu instinto.

43. Familiarize-se com sinais de alerta — de violência doméstica, distúrbios alimentares, abuso de substâncias, depressão, depressão pós-parto e risco de suicídio. Lembre-se de que essas coisas podem afetar qualquer um, e não, ela não necessariamente contaria a você se estivesse passando por isso, e não, você nem sempre "simplesmente sabe".

44. Seja sempre curioso. Não espere até que você ou seus amigos passem por algo terrível — aborto espontâneo, divórcio, suicídio de um ente querido etc. — para saber como é passar por isso, ou como apoiar melhor as pessoas que lidam com isso.

45. Celebre as vitórias deles como se fossem suas.

Publicidade

Alexa Fishman / BuzzFeed

46. Ofereça-se para ir com a pessoa a compromissos assustadores dos quais ela tenha medo. Mesmo que ela não aceite, irá gostar que você tenha se oferecido.

47. Quando a pessoa estiver passando por algo difícil — ou apenas desabafando sobre alguns dias difíceis no trabalho —, pergunte: "Como posso te ajudar da melhor forma agora?" Às vezes as pessoas querem conselhos, às vezes só querem alguém para ouvir e outras vezes precisam de algo concreto. Elas podem querer falar sobre o assunto ou esperar que você as distraia. É só perguntar!

48. Se a pessoa estiver lidando com algo difícil, pergunte se ela está comendo e/ou a lembre de comer e/ou leve alguns mantimentos. O luto, o trauma e a doença mental podem causar estragos nos hábitos alimentares, e a pessoa pode não perceber que, na verdade, não comeu o dia inteiro.

49. Após uma grande crise ou apenas uma grande mudança de vida, crie lembretes para ver se a pessoa está bem periodicamente. Esse acompanhamento significa muito e, mesmo que ela não precise de ajuda nas primeiras quatro vezes que você perguntar, ela saberá exatamente para quem ligar no dia em que precisar.

Publicidade

Alexa Fishman / BuzzFeed

50. Tenha consciência de como os eventos atuais podem afetar as pessoas. Quando as notícias forem particularmente ruins e relevantes para uma comunidade da qual ela faça parte, fale com ela para dizer que está pensando nela e que está à sua disposição.

51. Se a pessoa disser que você fez algo que a chateou ou a machucou, ouça e pergunte como pode melhorar da próxima vez. E melhore da próxima vez.

52. Se/quando você fizer besteira, peça desculpas adequadamente. Um “pedido de desculpas” medíocre pode minar a confiança por anos.

53. Se você sabe de coração que *não* tem estado presente para a pessoa, seja sincero (e peça desculpas). Se seu amigo percebeu, você validará o sentimento dele. E se ele não tivesse percebido, provavelmente vai gostar de você estar pensando nessas coisas e estar se esforçando ao máximo.

54. Se você precisar terminar uma amizade, termine com a pessoa de maneira adequada em vez de simplesmente sumir ou ir perdendo o contato aos poucos.

55. Seja vulnerável com a pessoa para que ela saiba que também pode ser vulnerável com você.

56. Seja generoso em dizer para a pessoa como você se sente em relação a ela. "Sinto muito a sua falta." "Estou preocupado(a) com você." "Gosto de você." "Sua amizade significa muito para mim." "Eu te amo".

57. E seja específico com seus elogios. A pessoa merece saber exatamente por que é importante para o mundo.

Vamos continuar acendendo essas lâmpadas, amigos.

Veja também:

Saiba como terminar uma amizade como um adulto

12 regras para fazer planos com os amigos como um adulto de verdade

8 coisas super simples que ajudam a manter as amizades à distância

Publicidade


Você já tem o app do BuzzFeed Brasil no seu celular? Baixe gratuitamente no Android e no iOS para ver todos os nossos testes, vídeos, notícias e muito buzz.

A tradução deste post (original em inglês) foi editada por Luísa Pessoa.

Publicidade

Veja também