Perguntamos às pessoas como é dar ou tomar um chá de sumiço

"Termine com as pessoas do jeito que gostaria que terminassem com você."

Ben Kothe / BuzzFeed News; Getty Images

Cada um tem sua própria opinião do que é aceitável em um relacionamento. Pegue, por exemplo, o famoso chá de sumiço — quando isso é justificável (se é que pode ser justificável)?

Para saber, ouvimos as experiências de nossos leitores. Recebemos mais de 700 respostas à nossa pesquisa não científica e selecionamos um grupo de histórias que, acreditamos, ilustram como são os relacionamento hoje.

(Observação: as respostas foram editadas por questões de clareza e estilo, e a pesquisa solicitou que os entrevistados identificassem sua idade dentro de um intervalo, em vez de a idade exata.)

Pessoas que levaram um sumiço

Eu estava conversando com um cara que estava no armário e queria muito experimentar sexo com um homem, então nos tornamos “amigos”. Depois, ele parou de responder às minhas mensagens e deixou de me seguir em todas as redes sociais.
—Homem gay, 18–24

Minha namorada de repente parou de retornar minhas ligações e mensagens. Descobri que ela havia começado a se engraçar com um amigo em comum e ficou com muita vergonha de falar a verdade.
Mulher bissexual, 18–24

Eu estava namorando uma garota que havia conhecido na internet há algumas semanas. Ela foi ao Burning Man e nunca mais ouvi falar dela depois.
—Homem heterossexual, 25–34

O cara que eu estava namorando há algumas semanas me abandonou quando mudei para outra cidade. Antes da mudança, ele me falou que conversaríamos ainda mais quando eu me mudasse e que planejava me visitar no mês seguinte. Depois que me mudei, ele lentamente parou de se comunicar comigo e depois me chamou de "vadia desesperada" quando perguntei o que estava acontecendo.
Mulher heterossexual, 25–34

Publicidade

Ben Kothe / BuzzFeed News; Getty Images

Em 2015, eu tinha um encontro marcado para assistir a um filme com uma pessoa que eu já havia encontrado três vezes. Ela queria ver "As Aventuras de Paddington", mas eu disse que "Creed: Nascido para Lutar" parecia mais interessante. Depois de mandar uma mensagem perguntando que horas ela gostaria de me encontrar, nunca mais tive resposta (até hoje). Ela também deixou de me seguir no Twitter logo depois. Talvez isso tenha lhe dado uma desculpa, mas fiquei magoado. Sim, eu já assisti a "As Aventuras de Paddington" e adorei.
Homem bissexual, 25–34

Eu tinha um namorado que deveria se mudar para o outro lado do Estado comigo. Cerca de uma semana antes da mudança, combinamos de nos encontrar em uma festa de aniversário. Ele nunca apareceu, nem mandou mensagem, nem ligou e não tive mais notícias. Então, duas semanas depois, finalmente recebi uma mensagem dizendo que ele “não poderia ficar longe de sua família”.

Seis meses depois que nos conhecemos, ele me deu um sumiço se mudando para a Etiópia.
—Homem gay, 25–34

Levei um chá de sumiço após seis meses de namoro com um cara. Ele me passou clamídia, nós superamos o problema e de repente ele parou de falar comigo.
—Mulher bissexual, 18–24

Publicidade

Ben Kothe / BuzzFeed News; Getty Images

Pessoas que deram um sumiço em outras

Pensei que gostava de uma pessoa. Conversamos muito. Fui em dois encontros. Conheci outra pessoa. Gostei mais dele, abandonei o outro cara e continuei a falar com o cara novo, que mais tarde ME ABANDONOU!
—Mulher heterossexual, 25–34

Dei um sumiço nos meus amigos de escola devido ao esgotamento. Eu trabalho, volto para casa, faço o que precisa ser feito ou o que sinto que quero fazer no momento e vou dormir. A culpa é um inferno.
—Homem bissexual, 18–24

Após três bons encontros e sexo, não terminei uma conversa devido à minha ansiedade e não soube dizer porquê não queria mais vê-la.
—Homem heterossexual, 25–34

Eu estava namorando um cara que era uns oito anos mais velho que eu. Ele estava na Marinha e, quando partiu, percebi que não sentia tanto a sua falta. Quando ele me mandou uma mensagem após três meses trabalhando no mar, respondi: "Ei, você acha que isso vai dar certo?", e ele disse: "Sim, claro". Eu nunca mais respondi e ele nunca enviou outra mensagem. Agora eu conheci outra pessoa, mas nós nunca terminamos oficialmente, então acho que tenho dois namorados.
—Mulher heterossexual, 25–34

Minha resolução de Ano Novo para 2019 é, na verdade, PARAR de dar um sumiço nas pessoas. Já fiz isso muitas vezes e sei que é ruim, mas é muito mais fácil do que terminar o relacionamento, principalmente se você estiver apenas trocando mensagens com alguém ou se tiver ido a apenas um encontro com a pessoa.—Homem gay, 18–24

Publicidade

Ben Kothe / BuzzFeed News; Getty Images

Tem algum conselho para dar a alguém que levou um sumiço?

Tente seguir em frente, pense em fazer aulas de boxe e finja que o saco de pancadas é a pessoa que deu o sumiço.
—Mulher heterossexual, 18–24

O carma do sumiço é real. Termine com as pessoas do jeito que gostaria que terminassem com você.
—Mulher heterossexual, 35–44

Não tem problema dar um sumiço. É normal. As pessoas não devem ficar na sua vida para sempre. Se você levar todas as rejeições silenciosas a sério, nunca irá sobreviver no show business, querido.
—Homem gay, 25–34

Não há resposta certa — você é deixado com um buraco vazio em seu coração.
Terapia?
Antidepressivos?
Homem heterossexual, 45–54

Provavelmente a pessoa ainda está conferindo o que você está fazendo, então continue vivendo sua melhor vida possível e não deixe que ela volte.
—Mulher heterossexual, 18–24


Ilustrações pontuais de Ben Kothe / BuzzFeed News; Getty Images.

A tradução deste post (original em inglês) foi editada por Luísa Pessoa.