É a terceira vez que uma vereadora trans é atacada em SP na mesma semana

Um homem de moto deu um tiro para o alto em frente à casa da covereadora Samara Sosthenes.

Publicidade

Em frente ao DHPP, ela mencionou que esse é o terceiro ataque a uma parlamentar trans em menos de uma semana. "A gente pede, clama que haja uma investigação séria, que se debruce a esse acontecido porque a gente sabe que isso é um ataque político, um ataque transfóbico, um ataque contra a democracia", falou.

Na última semana, conforme noticiado pelo BuzzFeed Brasil, as vereadoras Erika Hilton e Caroline Iara, ambas do PSOL, também foram alvo de ameaças em plena Semana da Visibilidade Trans.

Reprodução/Instagram

As vereadoras de São Paulo Erika Hilton e Carolina Iara, ambas do PSOL.

Publicidade

Em entrevista à Rede Globo, a covereadora Carolina Iara disse: "Eu acho muito estranho que na Semana da Visibilidade Trans as três parlamentares trans da cidade de São Paulo tenham situações ameaçadoras. Acho que a intenção era paralisar o trabalho, não era nem atrapalhar. É um susto que querem nos dar".

Publicidade