Celebridades reforçaram críticas ao Carrefour depois de um cachorro ser morto por um segurança

Tata Werneck e Luisa Mell se juntaram aos protestos contra o supermercado. Em nota enviada ao BuzzFeed Brasil, o Carrefour reconheceu que houve uma ocorrência "grave" na loja de Osasco e disse aguardar o resultado das investigações para reparar o dano.

Há 3 anos

Uma história envolvendo o Carrefour e a morte de um cachorro abandonado em Osasco anda causando bastante revolta. O caso teria acontecido na última quarta-feira (28) e viralizou no Facebook com mais de 20 mil compartilhamentos.

      

A denúncia sobre maus tratos ao cachorro surgiu nos grupos de defesa dos animais. Segundo Beatriz Silva, presidente da ONG Bendita Adoção, de Osasco, foram os próprios funcionários que denunciaram que um segurança do Carrefour havia agredido a pauladas um cãozinho, que estava nas imediações do Carrefour da cidade havia alguns dias. Acompanhada de outros defensores dos animais, Beatriz procurou funcionários que, segundo ela, confirmaram a história, que já circulava no Facebook.

Beatriz afirmou ao BuzzFeed News que os protestos ao Carrefour serão replicados em outros estabelecimentos do hipermercado em diversos estados. A mobilização de repúdio aos maus tratos contra o cachorrinho também ganhou forma de abaixo-assinado. Uma petição na Change.Org já conta com 370 mil assinaturas.

Em resposta, o Carrefour publicou uma nota afirmando que o funcionário foi afastado e que "o cachorro desfaleceu em razão do uso de um 'enforcador' durante abordagem dos profissionais do órgão (Centro de Zoonoses de Osasco)."

Reprodução/Facebook / Via g1.globo.com

A Prefeitura de Osasco também enviou nota descrevendo as condições em que o animal chegou ao Departamento de Fauna e Bem Estar Animal, que foi acionado para recolher o bichinho quando já estava ferido. Segundo a prefeitura, “o animal deu entrada consciente no departamento em decúbito lateral (deitado de lado), mucosas anêmicas, hipotensão severa (pressão baixa), hipotermia intensa, hematêmese (vômito com sangue) e escoriações múltiplas”.

Publicidade

Nesta terça-feira (04), o caso ganhou uma ativista de peso: a apresentadora Tata Werneck postou uma ENXURRADA de críticas no Instagram do Carrefour.

Reprodução/Instagram / Via instagram.com

A atriz usou seu perfil no Instagram, que é seguido por mais de 26 milhões de pessoas, para criticar a empresa por responder ao episódio apenas demitindo o funcionário e não se responsabilizando pelo grave caso.

Usando todas as frases em CAPSLOCK, Tata fez barulho no Instagram e pediu que a empresa não delete suas mensagens.

Reprodução/Instagram / Via instagram.com

Em entrevista à Folha de São Paulo em 2017, Tata afirmou que tinha 13 gatos e 6 cachorros resgatados das ruas ou adotados em abrigos e que planejava ter ainda mais. "Amo minha casa, tenho o maior carinho. Foi minha primeira casa, mas eu também quero ter mais animais. O maior motivo de me mudar foi para ter uma área externa maior para eu poder pegar mais bichos de rua", afirmou.

Publicidade

A ativista de direitos dos animais Luisa Mell foi até a delegacia de Osasco com o deputado Fernando Capez (PSDB) na tarde de hoje (04).

O deputado e a Luisa gravaram um vídeo com a delegada do caso afirmando que o caso é realmente de maus tratos. Capez, aliás, foi anunciado hoje pelo governador eleito João Doria (PSDB) como futuro diretor do Procon, fundação que trata dos direitos dos consumidores. Capez afirmou que, além da responsabilidade do segurança agressor, a empresa também pode ser responsabilizada.

A Delegacia Especializada de Osasco abriu um inquérito para investigar o caso e já tem os vídeos que mostram um suposto funcionário usar uma barra metálica para atacar o cachorro. Depois da cena, o cão entra no mercado sangrando e sangra até ser recolhido pelos funcionários da Prefeitura. Durante a espera, alguns funcionários do Carrefour ficam ao lado do animal.

Numa segunda nota, enviada nesta terça-feira ao Buzzfeed News, o Carrefour disse que houve “um grave problema”.

“O Carrefour reconhece que um grave problema ocorreu em sua loja de Osasco. A empresa não vai se eximir de sua responsabilidade. Estamos tristes com a morte desse animal. Somos os maiores interessados para que todos os fatos sejam esclarecidos. Por isso, aguardamos que as autoridades concluam rapidamente as investigações. Qualquer que seja a conclusão do inquérito, estamos inteiramente comprometidos na reparação desse dano”, diz a nota da empresa.

Publicidade

Veja também