Um dos maiores DJs da atualidade decidiu levantar a bandeira LGBT no meio funk

O universo funkeiro, geralmente alvo de preconceito, não raro dá mostras de homofobia e machismo – e o objetivo do Rennan da Penha é mudar essa história.

Caso você não conheça, este é o DJ Rennan da Penha, um dos criadores do "ritmo louco", uma versão mais acelerada do funk e que tem gerado uma verdadeira revolução no ritmo carioca.

O "ritmo louco", mais conhecido como funk 150 BPM (Batidas Por Minuto), aos poucos foi adotado pelos grandes nomes do funk como Nego do Borel e Ludmilla.

Publicidade

O Baile da Gaiola é um dos maiores bailes de rua do Rio de Janeiro. Realizado na Penha, Zona Norte do Rio, ele passou a ser citado em diversas músicas como uma referência. "Eu Vou Pro Baile da Gaiola" é um dos exemplos.

Produzida pelo FP do Trem Bala, e cantada pelo MC Kevin O Chris, ela já tem mais de 32 milhões de visualizações no YouTube.

O sucesso é tanto que após um jogo do Manchester United (Inglaterra) os jogadores Pogba, Fred e Lukaku publicaram um vídeo cantando a música.

No dia, o Manchester United venceu o time Watford por 2 a 1.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Veja também:

17 provas de que o funk é grande o suficiente para dominar o mundo

Escrito por Aline Ramos • há 4 anos

25 funks das antigas que te fizeram descer até o chão

Escrito por Aline Ramos • há 4 anos

Publicidade

Veja também