O durag é muito mais do que uma bandana ou um lenço

Sabe o que é um durag? Vamos te contar.

Rolou um vuco-vuco na sétima temporada do reality "De Férias com o Ex Brasil" quando o participante Rico rasgou o durag do Matheus no meio de uma discussão.

Reprodução/MTV

Muita gente não sabe o que é um durag e pode até confundi-lo com uma bandana ou um lenço. Por isso, achamos importante contar um pouco sobre a história desse acessório dentro do espectro político e social da população negra.

Reprodução

Publicidade

O durag, que, em inglês também pode aparecer como "do-rag", é um tecido usado na cabeça que, geralmente, traz duas pontas para serem amarradas. Ele é utilizado para manter um penteado ou até mesmo por opção estética.

https://br.pinterest.com/pin/698198748475289355/

A origem do durag ainda é imprecisa. Mas especula-se que a primeira pessoa a repercutir o uso do tecido no cabelo foi Menelique II, imperador da Etiópia entre 1889 e 1913.

Hulton Archive/Getty Images

Publicidade

Posteriormente, africanos e afro-americanos escravizados nos Estados Unidos também teriam utilizado o durag, assim como trabalhadores durante o século 19. O objetivo era proteger os cabelos quimicamente tratados do suor, da água e da poeira.

Reprodução

Entre o final da Primeira Guerra Mundial e meados da década de 30, o Harlem, bairro de Nova York, foi palco de um movimento cultural revolucionário chamado Renascimento do Harlem. A grande concentração de negras e negros na região gerou uma explosão cultural de músicos, escritores, poetas e intelectuais. Entre eles, o jazzista Duke Ellington (foto).

Getty Images

Publicidade

Toda aquela cultura emergente acabou desafiando os estereótipos racistas pelo mundo todo. E foi nessa época também que o durag acabou se tornando um acessório de moda. As pessoas o utilizavam para manter seus penteados e também para criar um efeito de ondas conhecido como 360 Waves.

https://br.pinterest.com/pin/594475219562391185/

Nos anos 90, rappers como Jay-z popularizaram ainda mais o durag.

Reprodução

Publicidade

Em 2018, a cantora Solange foi ao Met Gala usando um durag e isso virou assunto no mundo inteiro.

Getty Images

Em 2020, a cantora Rihanna fez história ao aparecer usando um durag na capa da Vogue.

Reprodução/Vogue

Publicidade

Nas redes sociais, muitos influenciadores negros dão dicas de como utilizar o acessório da melhor maneira.

Dentro do contexto histórico, é impossível não dizer que o durag acabou se tornando um elemento simbólico e político da população negra. Ainda que hoje ele possa estar até mesmo nas passarelas, é preciso respeitar toda sua simbologia desde o início.

https://www.blk-sqr.com/usa-durags-de-luxe-de-marque-oji-royale/

Publicidade