Entenda a confusão que está rolando nos Estados Unidos

Os apoiadores extremistas do Trump foram longe demais.

Na última segunda (6), o Senado americano certificaria a vitória do presidente eleito Joe Biden (Democratas), mas o que ocorreu durante o dia foi bem diferente, com invasões de extremistas apoiadores de Trump ao Senado, prisões e mortes.

Reprodução/Facebook / Via Facebook: joebiden

Donald Trump afirma que as eleições foram forjadas, mesmo sem apresentar nenhuma prova. Durante o dia, então, ele reuniu seus apoiadores fanáticos. Atrás de um vidro à prova de balas, o ex-presidente incitou os manifestantes a marchar até o congresso.

Reprodução/Rede Globo

Publicidade

E Trump ainda reforçou para a multidão: "Vamos ter que lutar muito mais. Está a cargo do Congresso confrontar esse golpe na nossa democracia. E depois disso, vamos marchar. Marchar até o Capitólio. E nós vamos incentivar nossos senadores e deputados".

Reprodução/Rede Globo

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Quatro pessoas morreram durante os confrontos dentro do Capitólio, 52 foram presas e 14 policiais ficaram feridos, segundo a polícia.

Robert Schmidt/AFP / Via atarde.uol.com.br

Publicidade

Durante a madrugada de segunda para terça, o Congresso ratificou a vitória de Biden nas eleições. E Trump prometeu que, no dia 20 de janeiro, haverá uma 'transição ordeira' durante a posse.