19 descobertas chocantes que os cariocas fazem quando vêm morar em SP

Muito além do purê no cachorro quente.

1. "Os paulistanos realmente deixam a esquerda livre nas escadas rolantes do metrô".

Felipe Frisch / Via blogdojorge.com.br

E se tem alguém que ainda não entendeu a recomendação, não é incomum alguém vir avisando atrás "OLHA A ESQUERDA!".

2. "Não é socialmente aceito andar sem camisa".

Reprodução / Via ego.globo.com

Nem nas áreas comuns do prédio, muito menos no supermercado.

Publicidade

3. "Muito menos de sunga".

Traje aceito apenas nas instalações da piscina da academia.

4. "O uso de chinelos ainda é mal-visto em certas ocasiões".

Shopping, restaurantes e ruas muito movimentadas não são bons lugares para se frequentar com este tipo de calçado.

Publicidade

5. "Os motoristas de ônibus não param fora do ponto".

Reprodução / Via youtube.com

Não que isso não aconteça jamais, mas é mais difícil convencer um motorista paulistano a burlar esta regra.

6. "Você tem que levar um casaco com você quase todo dia".

Os paulistanos acham que em São Paulo não faz nem muito frio, nem muito calor. Mas o clima é muito diferente do Rio.

Publicidade

7. "E olhar bem para o alto para ver o céu".

Não é todo lugar que tem horizonte em SP.

8. "Você conhece a casa das pessoas".

No Rio, a maioria dos rolês é marcado na rua.

Publicidade

9. "Mas isso porque te convidam e MARCAM, porque dificilmente alguém aparece de surpresa na sua casa em SP".

As indesejadas visitas-surpresa estão quase erradicadas em SP.

10. "A pipoca doce de São Paulo é cor de rosa".

No Rio, é mais comum a caramelizada só com açúcar, que fica marrozinha.

Publicidade

11. "Em São Paulo, o 'Parabéns a Você' é cantado 'é pique, é pique, é pique'".

E os cariocas ficam meio deslocados das primeiras vezes, cantando "é big, é big, é big".

12. "Você fica sabendo a profissão da pessoa logo na primeira conversa".

Logo depois de se apresentarem, a conversa entre dois desconhecidos segue com "e o que você faz?".

Publicidade

13. "Tem lugares da cidade que não foram feitos para andar a pé, tipo a 23 de Maio".

Impossível atravessar esta avenida a pé.

14. "As pessoas dão um beijinho só".

E você fica se policiando para não tentar o segundo e ficar no vácuo.

Publicidade

15. "Os paulistanos te levam para ver uma 'vista incrível' e quando chega lá é isso:"

16. "Quando falam 'farol', os paulistanos estão pensando em algo TOTALMENTE diferente disso".

Farol em SP = sinal de trânsito.

Publicidade

17. "Se um paulistano te chamar para tomar um lanche, pode ser que chegando lá tenha SÓ O SANDUÍCHE".

Para um carioca (e muitos outros brasileiros), "lanche" é um conceito que obrigatoriamente inclui a bebida e os eventuais acompanhamentos -- enfim, uma refeição completa.

18. "Quase nenhum paulistano chama São Paulo de SAMPA".

Reprodução / Via youtube.com

E você, que está tentando ter uma intimidade com a cidade, logo percebe que é melhor parar de usar esse apelido.

Publicidade

19. "Por outro lado, todos vão te perguntar incrédulos como você conseguiu trocar o Rio por SP".

E, por mais que você explique, eles nunca vão conseguir entender. Mas, claro, esconderão uma pontinha de orgulho.

Com a ajuda dos cariocas Carlos A. de Alencar, Felipe Frisch, Roberta Malta Real, Ronald Rios, Maria Fernanda Ziegler, Álvaro Leme, Daniell Rezende e Bernardo Camara -- moradores atuais ou de outros tempos de São Paulo.

Publicidade