15 vezes em que o jogo virou para as celebridades

O ligador da propaganda da Oi era o Mateus Solano!

1. Miguel Falabella era tão pobre que tinha apenas um lençol para dormir.

No programa "Grandes Atores" do VIVA, o ator e autor contou que encontrou com Tony Ramos quando era jovem no momento em que saía a Globo depois de pedir emprego e começou a chorar.

"Ele me levou para casa, Lidiane fez comida pra mim. Disse a eles que só tinha um lençol e que quando lavava tinha que dormir sem", contou. No dia seguinte, o casal mandou um jogo de lençol para Miguel, e nem imaginava que ele se tornaria um dos maiores nomes da emissora.

2. José Mayer frequentou seminário por sete anos.

"Eu cheguei em Congonhas do Campo aos dez anos de idade e fui para o semin√°rio. Fiquei sete anos e meio no semin√°rio, torrando a minha inf√Ęncia e a minha adolesc√™ncia. Vivia estudando, estudando", revelou Jos√© Mayer. O mesmo que se tornou um dos maiores pegadores da televis√£o brasileira.

Publicidade

3. Mateus Solano era aquele cara chato do comercial da Oi.

Reveja o comercial aqui.

4. Marisa Orth, a "burra" mais conhecida do Brasil, fez duas faculdades.

A intérprete de Magda em "Sai de Baixo" formou-se em Psicologia na PUC e em Artes Cênicas na USP.

Publicidade

5. Valesca foi frentista e dançarina em uma gaiola.

Nesta entrevista para Marie Claire ela relembra todos os seus trabalhos anteriores.

6. Osmar Prado ouviu da m√£e que nunca conseguiria ser artista.

"Quando crian√ßa perguntei pra minha m√£e: O que tem que fazer pra ser artista? Ela me matou no nascedouro: pra ser artista tem que ser bonito, alto. O par√Ęmetro dela era o Rodolfo Valentino", revelou o ator no programa do canal Viva.

Publicidade

7. Ivete Sangalo foi vendedora de quentinha antes da fama.

http://cantinhodafrancicleide.blogspot.com.br/2012/04/reconhece-veja-como-os-famosos-eram.html, http://entretenimento.r7.com/musica/noticias/ivete-sangalo-e-internada-com-meningite-20111205.html?question=0

Em relação à beleza, deixamos a análise por sua conta.

8. Cau√£ Reymond sofria bullying por causa da boca grande e era chamado de Boc√£o.

O apelido inclusive foi nome do seu personagem em "Malha√ß√£o". "O apelido veio quando era mais velho. Boc√£o... b√°sico, n√©? Me pergunto por que n√£o me deram antes. Acho que meu nome j√° era diferente, ent√£o, nem precisava de apelido", contou ele para a revista "Isto√Č Gente".

9. Quem também sofreu com apelido por conta da boca foi Alinne Moraes, que era chamada de Bocão Royal.

Mas o mundo dá voltas, não é mesmo queridinha.

10. L√≠lia Cabral e Edson Celulari pegavam o mesmo √īnibus lotado para ir pra faculdade.

https://twitter.com/lizandratardin/status/608467404507766785, https://twitter.com/carasbrasil/status/601735733188161536

Tamb√©m no programa "Grandes Atores", Edson contou que ia de √īnibus para a USP, e no caminho guardava lugar para L√≠lia, que entrava depois, quando a condu√ß√£o j√° estava lotada.

11. Fernanda Motta era chamada de ET na escola por conta do tipo físico.

“Eu era magrela, morena e com olho verdão. Então me chamavam de ET, de Olívia Palito... Naquela época não tinha o nome de bullying", disse em uma entrevista para a revista Caras.

12. Paolla Oliveira foi assistente de Celso Portiolli no programa "Passa ou Repassa".

Este link relembra a época em que ela assistente de palco.

13. L√°zaro Ramos foi coadjuvante de "Cinderela Baiana", o longa protagonizado por Carla Perez.

O mesmo que foi premiado diversas vezes, com grande destaque para seu papel em "Madame Sat√£".

14. Fernanda Young fez uma pequena ponta na novela "O Dono do Mundo".

"Sentia muito medo também, porque era muito nova, e o (diretor) Dênis Carvalho me dava muito esporro", relembra ela sobre o papel de empregada na novela "O Dono do Mundo". Veja uma cena aqui. De lá pra cá ela já escreveu diversos livros, séries e foi responsável pelo super sucesso "Os Normais".

15. Giovanna Antonelli e Camila Pitanga foram de assistentes de palco da Angélica.

Depois de serem Angelicats, Giovanna protagonizou "O Clone" e Camila √© a atual protagonista de "Babil√īnia".

Veja também: