17 histórias de dates ruins que vão te deixar feliz por só ficar em casa vendo série

Antes só do que mal acompanhada.

Quiz

Pedimos no grupo do BuzzFeed Brasil no Facebook que os nossos leitores contassem histórias de encontros que deram muito errado. Separamos as piores histórias neste post.

Alguns depoimentos foram editados por questões de clareza e/ou tamanho.

1. "Achei que tinha sido furtada".

Grinvalds / Getty Images

"Uma vez eu estava num date em um bar na Augusta e a conversa não estava lá essas coisas porque ele começou a falar da ex... Quando eu volto do banheiro, ele não estava mais na mesa e o primeiro impulso foi: fui furtada por ele!

Depois vi que ele estava pagando a conta no bar e deixou minha bolsa na cadeira. Até hoje me pergunto se ele ia pagar e me deixar ali caso eu não tivesse voltado do banheiro a tempo, haha".

- Bruna Oliveira

2. Caseiro demais.

"Conheci um cara no Tinder e ele parecia bem legal, marcamos de ir tomar um sorvete e nos conhecermos melhor. Chegando lá, eu pedi o meu sorvete e ele só falava o tempo todo que queria que eu fosse pra casa dele. Eu disse que não ia, aí ele respondeu: 'Se não quiser lá pra casa então eu vou'. Pegou e foi. Eu fiquei olhando com cara de perplexa e fui pra minha casa".

- Anônima.

3. Barba fedida.

Piola666 / Getty Images

"Antigo Orkut, comecei a papear com um carinha, parecia o Vladimir Brichta nas fotos! Legalzão, vamos ao date! Cheguei lá, não tinha nada de Vladimir Brichta, nada, nada. Era baixinho, menor que eu e não falava! Ficava só acariciando a barba e as poucas vezes que falava, só perguntava o que eu achava dele! (Achei uma merda, mas não consegui ser sincera). Caminhamos por todo o shopping, o papo não fluía, pensei 'vou pelo menos dar um beijo de tchau, pra não ser tão perdido o encontro!'. A barba dele fedia demais!!!! Fedia a cabelo sujo, rançoso, oleoso!!! Quase vomitei! Ou seja, foi uma droga do início ao fim!".

- Vanessa Freitas

4. Mentiu a idade e era folgado.

"Uma vez eu saí com um cara mais velho. Ele é bem bonito, mas pessoalmente eu percebi que a diferença de idade era muito mais que 25 anos, era impossível ele estar na casa dos 40, ele tava chegando nos 60! Relevei, apesar da mentira. O encontro tava indo bem, aí do nada o cara fala que quer namorar comigo, mas que eu tinha que emagrecer! Eu tenho 1,55 metros de altura e na época eu tava pesando uns 52 kg! Depois que eu fui embora nunca mais quis falar com ele! Eu já tinha problema demais com o meu corpo pra vir um homem dizer o que eu tenho que fazer! Pior date do mundo".

- Anônima.

5. Cócegas perigosas.

"Depois de um date, o boy foi me deixar no ponto de ônibus. Enquanto estávamos esperando o busão, eu sentada no colo do garoto, me bateu vontade de peidar. O que o boy faz? Me faz cócegas. Peidei no colo dele e isso rendeu três anos de zoeira com a minha cara".

- Anônima.

6. Não era o dia pra sair de casa.

"Eu tava indo encontrar um moço no barzinho. Na rua do bar, umas quadras antes, pegou fogo num carro, aí eu não consegui chegar. O coitado do moço teve que passar a pé pela fumaça toda enquanto o carro ainda tava pegando fogo pra gente ir em outro barzinho na mesma rua. Quando entramos no outro bar, faltou luz porque o carro que tava pegando fogo tava muito perto dos fios elétricos e desligaram a luz da rua toda".

- Lara Scheffer

7. Proposta indecente.

Dmitriy Galaganov / Getty Images

"Fui em uma balada com as amigas. Conheci um garoto, demos alguns amassos, encontramos com minhas amigas e fomos todas para a casa de uma delas, cada uma com seu respectivo 'pegas'. Cada casal em seu quarto e eu com o garoto ficamos na sala dando continuidade aos amassos calientes até que chegamos ao ponto crítico do negócio e eu já lancei:

- Eu: 'tem camisinha?'

- Ele: 'Não…'

- Eu: 'Então não rola'.

- Ele: 'Mas você não tem alguma coisa parecida tipo uma SACOLA OU UM SACOLÉ?'.

Eu fiquei com tanto ódio, fui dormir, mandei à merda e o deixei sozinho. No outro dia, acordamos todas as meninas e o boy ainda teve a cara de pau de pedir pra minha amiga o levar até em casa. Foi o fim".

- Caroline Ribas

8. Sem perder a montação.

"Muitos anos atrás, conheci um cara no Adote Um Cara. Conversamos por lá um tempo e marcamos de nos encontrar num barzinho. Chegando lá, ele não era NADA parecido com as fotos, mas pensei que poderia render a amizade já que conversávamos bastante por mensagem. Que nada! O papo não rendia, o bar lotou e o garçom perguntou se a gente se importaria de dividir a mesa com outro casal. Na mesma hora eu quase implorei pro garçom chamar o casal pra nossa mesa. Fiz amizade com o casal, conversei mais com eles que com o carinha. No meio disso tudo, caiu o maior temporal e a cidade ficou sem luz. Arranjei uma desculpa qualquer e fui dormir no meu 'P.A.' da época pra não perder a viagem e a montação, hahahaha. Óbvio que nunca mais nos falamos".

- Anônima.

9. Faltou na aula de etiqueta.

"Saí com um cara uma vez e fomos comer comida japonesa. Ele cuspia quando falava e pedia 20 jyô de salmão e comia sem deixar eu pegar 'porque foi ele que pediu' - apesar de ser rodízio. Em resumo: ele cuspia, caiu arroz no meu shoyu que veio da boca cuspilenta dele e ainda não deixava eu pegar o que ele pedia. Claro que eu paguei minha parte e ainda sai correndo pra não ter que beijar".

- Marcela Feijó.

10. Já acabou, Jéssica?

Brankospejs / Getty Images

"Pelo WhatsApp e Facebook, o cara parecia ser uma pessoa normal e aceitei sair com ele porque ele era bem amigo de uma colega minha de faculdade. Só que conversando pessoalmente ele ficava perguntando se eu já tive DST, se eu não me envergonhava de ficar fazendo sexo sem laço amoroso, pois ele insistia e falava o tempo todo que era um cara conservador, que só faria sexo com penetração depois do casamento. Aí ele ainda explicou que já tinha feito oral em algumas minas e que sentia muita saudade de chupar a Jéssica (oi?). Eu fiquei olhando pra ele querendo literalmente morrer, inventei que meus pais estavam precisando de mim e vazei pra uma festa".

- Gabriela Gabbi

11. Aniversário da prima.

"Uma vez marquei com um cara pra ir num show. A gente se encontrou e ele disse que era aniversário da prima dele e que precisava passar na casa dela. Achei um absurdo, mas tinha atravessado a cidade pra ver ele, então eu fui. Chegando na casa da prima, a família inteira dele estava lá, era uma festa e eu não sabia onde enfiar a cara. Era o segundo encontro e o cara já me levou pra conhecer a família dele inteira. Pra piorar, ele começou a ficar doente e não quis mais ir ao show. Eu que atravessei a cidade pra ver ele, fiquei puta e passei a noite inteira sentada no sofá da tia dele comendo coxinha. Uns 5 anos depois a gente casou, hahahaha".

- Mayara Dantas

12. Banheiro podre.

Zerzaaman / Getty Images

"Tava saindo com um carinha, ele disse pra gente ir na casa dele. Chegando lá, ele quis tomar um banho. MEU DEUS. Quando entrei no banheiro, o chão com aquelas crostas de sujeira, o vaso preto todo mijado... Calcei um chinelo e tomei banho com o maior nojo. Depois ele foi me dar a toalha e a toalha tava com aquele fedor de mofo, de trem que não lavava há meses. Gente, nojento demais, arghhhh".

- Anônima.

13. Pior hora pra sair do armário.

"Minha melhor amiga me chamou pra ir num date às escuras. Ela ia com o boy dela e ele ia levar o melhor amigo de infância. Ela me disse que o rapaz era super gente fina e que a gente tinha muito em comum. Chegando lá, o rapaz realmente era super gato. Porém, além de conversar cutucando a gente, ele resolveu que AQUELE era o momento de revelar pro melhor amigo que era gay. Num encontro. Comigo."

- Ana Rosa.

14. Pipi fluorescente.

"Foi numa festa no bar da faculdade. O 'Mário' me deu ideia a noite toda e eu negando porque ele era zoado pra cacete. Aí no fim da noite, mais louca que o Batman num carrossel, decidi dar uma chance pro 'Mário', porque nessa altura eu já tava vendo Luigi. Fomos pra casa do meu amigo. Aí que começou a merda toda. O cara era bizarramente estranho. Fomos transar. Ele falava 'meu pipi', que queria fazer a 'posição do ônibus Rudge Ramos' (o número dessa linha é 69), 'meu pipi tá levantadinho', 'sua menininha/florzinha', 'seu Tetê' e falou 'eu te amo'.

Além de tudo isso, o pinto dele era fluorescente. Foi a pior dada da minha vida, eu cheguei a parar e dizer que queria dormir. Dia seguinte ele me adicionou no Facebook, MSN, veio chamando de amor e me pediu em namoro. Bloqueei e sou zoada até hoje pelos meus amigos. (Ah, e a piada do Mário até meu marido faz comigo, afinal foi atrás de um armário mesmo)".

- Anônima

15. Mapa astral e maracas.

Nevarpp / Getty Images

"Um boy que fazia um tempão que eu tava de olho me chamou pra jantar na casa dele. Indireta vai, indireta vem, o coito era certeza. Ele disse que não usava nada de roupa em casa e que esperava que eu não me incomodasse. Chorei por baixo, fazia tanto tempo que não transava e ainda iam cozinhar pra mim!

Chegando lá, entrei no clima e fiquei bem à vontade também. Conversamos horrores. Até demais. A janta demorou, juntou meu tesão e minha fome e eu comecei a ficar impaciente. Mas ok, deixei correr.

Depois da janta, eu meio bêbada e ele, que bebeu bastantinho, começou a falar da ex-mulher. Depois fez meu mapa astral de não sei qual zodíaco usando o calendário maia, disse que meu signo se conecta com a terra pelo som como o de maracas. É CLARO que ele tinha maracas em casa e começou a tocar pra mim, achando que eu tava transcendendo. Eu só queria transar!!! Depois de muuuuita enrolação ele falou pra irmos pro quarto. Mas ele só queria ficar de conchinha. Esperei ele começar a cochilar e vazei".

- Anônima

16. O mundo dá voltas.

"Uma amiga arrumou um encontro às escuras pra mim. Se o date durou 15 minutos foi muito, porque ele criticou as minhas unhas, as minhas roupas, meu cabelo, meu trabalho, meu curso da faculdade. Ou seja, era um grandissímo babaca. Fui no banheiro e, quando voltei, menti que uma amiga tava mal e saí fora. Eu tava indo pro metrô e encontrei um grupo de amigos em outro bar e acabei ficando por lá. Tinha um cara lindo de morrer, inteligente e era muito gente boa. A gente acabou se beijando e quando o beijo acabou e eu abri os olhos tava lá o babacão parado feito um dois de paus me olhando. Ele apontou o dedo na minha cara e falou: 'Você vai se arrepender do que você fez!'. Nunca me arrependi, inclusive faria de novo. Moral: eu estava num date ruim e depois acabei virando o date ruim".

- Andreza Maciel.

17. Vampira descontrolada.

"Eu tinha meus 16 anos quando saí num date logo depois de terminar o namoro. Eu conhecia a mina da internet e fui ao shopping com ela. No caminho, tentaram me assaltar no ônibus em plena luz do dia (!!!), mas não conseguiram. Cheguei lá meio em choque ainda e decidimos ir ao cinema, como todo bom jovem com fogo no rabo. A gente tava se pegando e ela começou a morder minha boca. Tava ficando forte e eu tentava afastar com jeito. Aí ela decidiu beijar meu pescoço, deu uns chupões e ficou lá cinco minutos e o barato já tava sem graça. Quando saímos da sala, eu fui ao banheiro e eu vi meu pescoço preto. Parecia que eu tinha sido espancado, mas só era uma vampira descontrolada. Fiquei desesperado. Decidi tomar banho e esfregar o pescoço apodrecido com uma escova de cabelo debaixo d'água. Passei creme, nada. Minha mãe desconfiou quando eu quis tomar outro banho 15 minutos depois, então eu mostrei o carimbo no meu pescoço. Ela ficou putaça, brigou comigo e eu nunca mais saí com a garota. No dia seguinte, eu fui pra escola com o pescoço todo maquiado, até as marcas sumirem uma semana depois. Sério, chupar pescoço não tem a menor graça. Levem isso adiante para os jovens".

- Henrique Santiago

Veja também

27 histórias de sexo que vão te fazer feliz por transar pouco

Escrito por Davi Rocha • há 3 anos

15 histórias terríveis de sogras que vão te deixar aliviada por estar solteira

Escrito por Juliana Kataoka • há 3 anos

Estas histórias publicadas no BuzzFeed são provavelmente as mais inacreditáveis que você já leu

Escrito por Susana Cristalli • há 3 anos

Veja também