Tudo o que você precisa saber sobre a ocupação das escolas de São Paulo

Vídeos compartilhados nas redes sociais mostram a violência da polícia contra os estudantes.

Publicado por Flora Paul e Manuela Barem

Há 6 anos

As escolas foram ocupadas pelos alunos na tentativa de evitar o fechamento das unidades. Atualmente, são cerca de 170 escolas ocupadas em todo o Estado.

Publicidade

Na última semana, os alunos da capital paulistana que participam da ocupação começaram a fazer manifestações nas principais avenidas de São Paulo.

      

Publicidade

Estudantes levaram cadeiras escolares à avenida.

Publicidade

Um áudio que foi publicado no domingo na página do Jornalistas Livres no Facebook com uma orientação da Secretaria de Educação dizendo que "haveria guerra contra os estudantes" e se tornou viral na rede social.

Também nesta semana começaram a surgir imagens como esta no Facebook:

      

Publicidade

E vídeos com a PM tentando reprimir as manifestações de forma violenta.

      

Neste vídeo é possível ver policiais usando gás lacrimogêneo contra os estudantes.

Publicidade

Publicidade

Neste vídeo, uma mãe conta que seu filho foi fortemente agredido pela polícia e que estava no Hospital das Clínicas para fazer exame de corpo de delito.

Publicidade

Fora a violência da PM, um motorista tentou atropelar alunos durante um protesto em São Miguel Paulista, na Zona Leste de São Paulo.

Publicidade

O choque entrou em confronto com os adolescentes.

Algumas pessoas contaram que viram cerca de 20 carros da Rota no protesto.

      

Publicidade

Estudantes menores de idade foram apreendidos pela polícia.

      

Publicidade

Algumas fotos postadas no Facebook mostram estudantes sendo apreendidos.

      

Publicidade

Arnaldo Antunes postou esta imagem em sua página no Facebook:

      

Publicidade

Para mais informações sobre as escolas ocupadas, há uma lista atualizada constantemente.

Também há um campo onde estão listadas "necessidades urgentes" de cada escola.

Publicidade

E aqui há uma lista com links das páginas das escolas ocupadas no Facebook:

      

Este post está em constante atualização.

Publicidade

Veja também