O Gre-Nal do último final de semana nos deu vergonha de sermos o país do futebol

Parem de romantizar comportamentos inaceitáveis em qualquer outra esfera como "paixão pelo time".

Na última sexta a gente postou na Capotão a história deste garoto que ironizou os gritos homofóbicos do times.

      

O garoto foi atacado inclusive na nossa postagem. Quem normaliza as ofensas homofóbicas defende o "futebol sempre foi assim".

Vale lembrar que toda mudança acontece quando a sociedade muda e o que era aceitável passa a não ser mais.

Como o racismo, por exemplo.

Publicidade

Tacar cadeira na torcida adversária não tem nada a ver com o jogo.

É só dano ao patrimônio que ainda vai aumentar o ingresso que o próprio torcedor vai pagar da próxima vez.

Publicidade

Publicidade

Veja também:

Publicidade

Publicidade

Gosta de futebol e memes? Então curta a página Capotão no Facebook e veja o esporte como você nunca viu antes.

Veja também