Campanha para ajudar refugiado sírio agredido por guardas em SP passa de R$ 23 mil

Jadallah Al Ssabah diz ter sido vítima de estelionato ao alugar um espaço da prefeitura para abrir seu restaurante.

Publicado nesta segunda-feira (16), viralizou no Facebook um vídeo que mostra o refugiado sírio Jadallah Al Ssabah sendo retirado à força do restaurante que ele mesmo havia acabado de abrir no bairro da Liberdade, no centro de SP.

"[Tem que] prender ele, filho da puta", diz o agente da GCM (Guarda Civil Metropolitana) que aparece no vídeo enforcando Jadallah. Replicado por páginas do Facebook como a da Mídia Ninja, o vídeo original (que foi marcado como conteúdo com violência gráfica e, por isso, não pode ser incorporado a este post) tem mais de 33 mil compartilhamentos e 1,8 milhão de visualizações.

Marina Tambelli, que publicou o vídeo que viralizou, relatou assim o ocorrido:

"Jadallah é um refugiado sírio que passou 4 anos juntando todas suas economias de pequenos bicos que conseguiu no Brasil para montar um negócio próprio. Em maio desse ano conseguiu alugar um pequeno lugar para vender shawarma, esfihas etc, passou 45 dias reformando o local, que estava totalmente destruído, comprou equipamentos de cozinha, geladeiras etc e NO DIA QUE ABRIU seu restaurante a prefeitura apareceu dizendo que o local é dela e removeu arbitrariamente todos os pertencentes [sic]! O local estava abandonado há mais de 3 anos, tanto é que foi alvo de um crime de estelionato, e a prefeitura, além de se beneficiar ilicitamente do crime sofrido pelo refugiado, ainda confiscou todos os seus equipamentos!"

Publicidade

Em uma entrevista à agência de videorreportagem Pavio, Jadallah disse que investiu R$ 39 mil no negócio e que um estelionatário alugou para ele um terreno da prefeitura.

O local era um banheiro público que estava inativo, segundo Eduardo Odloak, prefeito regional da Sé.

Ainda de acordo com o prefeito regional, Jadallah havia sido notificado oficialmente e teve 15 dias para deixar o local e retirar seus pertences.

Publicidade

Em pouco mais de um dia, uma campanha para ajudar Jadallah a reconstruir seu restaurante arrecadou mais de R$ 23 mil — 157% da meta original, de R$ 15 mil.

A campanha ainda pode receber contribuições até o dia 15 de agosto. Você pode ajudar também clicando aqui.

Veja também:

Publicidade

Publicidade

Você já tem o app do BuzzFeed Brasil no seu celular? Baixe gratuitamente no Android e no iOS para ver todos os nossos testes, vídeos, notícias e muito buzz.

Publicidade