9 youtubers comentam o caso Cocielo e provam que racismo não é piada

Mais do que pedir desculpas, é preciso refletir sobre o que aconteceu. E esses youtubers se dispuseram a ajudar nessa missão.

1. Caso você esteja por fora do que rolou, o youtuber Fernando Barcellos deu um panorama geral do porquê o Cocielo foi acusado de racismo.

2. O Spartakus explicou como o fato de associar um jogador negro a um arrastão tem impacto real na vida dos jovens negros brasileiros.

Publicidade

3. Célio de Andrade, do RPeriférico, lembrou de vídeos do canal do Cocielo que também são machistas, racistas e homofóbicos.

4. A Gabi Oliveira, do canal DePretas, lembrou que as pessoas podem até mudar de opinião, mas que no caso do Cocielo é difícil acreditar que tenha sido um fato isolado.

Publicidade

5. Já a Ana Paula Xongani explicou como é importante que as pessoas apoiem youtubers negros para que eles tenham o mesmo alcance de gente como o Cocielo.

6. O AD Junior lembrou que as marcas também devem incluir influenciadores negros em suas campanhas.

Publicidade

7. A Joyce publicou um vídeo na mesma linha, mas também falou sobre como as marcas devem se preocupar mais ainda com a mensagem que propagam.

8. Já a Ana Claudino, do canal Sapatão Amiga, falou sobre como atitudes racistas não se justificam pelo fato da pessoa ter um "bom coração".

Publicidade

9. E por fim, o Marco Antonio Fera, do canal Pretinho Mais Que Básico, lembrou que para acontecer uma mudança real da sociedade, é preciso que as pessoas negras sejam protagonistas e reconhecidas por seus trabalhos.

Veja também:

Publicidade

Publicidade

Você já tem o app do BuzzFeed Brasil no seu celular? Baixe gratuitamente no Android e no iOS para ver todos os nossos testes, vídeos, notícias e muito buzz.