21 lutas pelas quais todas as irmãs que moram longe uma da outra passam

"Por que você não está respondendo minha chamada no Skype?" "Ahhhhh, estou tentando."

1. Precisar falar uma com a outra, mas não poder porque vocês vivem em fusos horários diferentes e uma de vocês está dormindo.

"Posso acordá-la para dizer que estou tentando um novo tom de batom hoje? Provavelmente não."

2. Ou pior, saber que ela está acordada, mas fora de serviço e não poder ligar para ela.

O que é duplamente irritante se você está prestes a encontrar alguém que você está evitando e você precisa ensaiar sua conversa.

Publicidade

3. Ter que perseguir sua irmã no Facebook só para descobrir como seus amigos são.

E ficar completamente perplexa quando eles não parecem exatamente como você os imaginou.

4. Usar o Skype só para ver os rostos uma da outra.

E depois, eventualmente, ter que desligar o vídeo para não se atrasar para o trabalho.

Publicidade

5. Deixar de lado uma noite para conversar e não poder entrar no Skype porque sua internet é muito lenta.

"Por que não está atendendo? Está tocando?" "COMO PODE ESTAR TOCANDO, EU NEM MESMO CONECTEI."

6. Tentar chamar uma a outra no Viber e ouvir talvez 30% do que é falado.

"Você consegue me ouvir, eu repito: Você consegue me ouvir??? VOCÊ CONSEGUE OUVIR O QUE ESTOU DIZENDO?"

Publicidade

7. Se sua irmã mora longe, seus pais sempre lhe dizem que eles estão preocupados.

O que significa que você tem que assegurar que está tudo ok sempre.

8. Prometer não contar para seus pais todas as coisas loucas em que sua irmã está se metendo, mas realmente querer fofocar sobre isso.

"Vamos lá — ela deve ter lhe dito coisas que não me disse." — sua mãe.

Publicidade

9. De repente receber uma mensagem no WhatsApp no meio da noite e saber que você não pode ir dormir cedo, porque vocês finalmente estão online ao mesmo tempo.

E ter que enfiar uma semana inteira de informações em uma única conversa de texto.

10. Ir para casa para visitar seus pais e sentir tanta falta da sua irmã que chega a doer um pouco.

Ir para casa e não poder ficar no sofá com a sua irmã enquanto você assiste TV sempre será triste.

Publicidade

11. Especialmente no natal.

Quem vai passar horas abrindo todos os presentes sob a árvore de Natal com você agora que sua irmã se foi?

12. Ter que pesquisar no Google basicamente metade das palavras que sua irmã diz para que você possa entender o que ela está fazendo.

Agora sua irmã vive em um lugar novo, ela está comendo comidas que você nunca experimentou, visitando lugares que você nunca ouviu falar e fazendo coisas que você nem sabia que existiam.

Publicidade

13. Sentir-se realmente impotente quando sua irmã fica doente.

Porque normalmente você visitaria/enviaria suprimentos/pelo menos ligaria para oferecer conselhos reconfortantes. Mas agora você não pode buahhhhhhhh.

14. Passar horas elaborando e-mails uma para a outra para garantir que não perca nenhum detalhe.

Porque se você não sabe o que sua irmã almoçou, você não sabe o que poderia acontecer.

Publicidade

15. Não poder fofocar sobre seus programas de TV, porque vocês não têm mais os mesmos canais.

E pior: Ter a coragem de ver filme de terror sozinha.

16. Não poder pular para defender sua irmã assim que alguém faz algo contra ela.

E ter que ouvir sobre isso, por email, três dias depois, sabendo que não há nada que você possa fazer.

Publicidade

17. Sentir-se boba quando vocês fazem seus bonecos preferidos usarem o Skype, sabendo que você precisa fazer isso porque eles sentem falta um do outro também.

"Eu vou pegar um pouco de suco, então vamos deixar os ursos conversando por um tempo."

18. Se meter em confusão com seus pais e não ter ninguém para salvar você.

Normalmente sua irmã pularia na sua frente para te defender, mas, agora que ela se foi, você está totalmente sozinha.

Publicidade

19. Não ter dinheiro para ir visitar uma a outra.

Mesmo que você queira desesperadamente.

20. Esforçar-se para explicar o quanto vocês sentem falta uma da outra a seus amigos e ao seu namorado.

CBS

Especialmente se eles lerem suas exageradas mensagens e emails emociodos, e você tem que explicar que não foram sequer exageradas.

Publicidade

21. E, por fim, ter conversas intermináveis sobre todas as coisas divertidas que vocês farão quando viverem perto uma da outra novamente.

O que vai acontecer. Você apenas tem que ser paciente.

Veja também