16 mulheres que mostraram ao mundo que o lugar delas é onde elas quiserem

As ilustrações são da artista Raquel Vitorelo.

Há 6 anos

1. Lygia Fagundes Telles, integrante da Academia Brasileira de Letras e indicada ao Nobel de Literatura.

      

2. Cássia Eller, grande cantora e violonista dos anos 1990.

      

Publicidade

3. Toni Morrison, escritora, editora e professora, vencedora dos prêmios Pulitzer e Nobel.

      

4. Virginia Woolf, escritora, ensaísta e editora britânica, autora de "Mrs. Dalloway".

      

Publicidade

5. Hipátia, matemática, astrônoma, filósofa e chefe da escola platônica de Alexandria.

      

6. Rebecca Sugar, premiada animadora e diretora responsável pelo desenho "Steven Universe".

      

Publicidade

7. Clarice Lispector, premiada escritora e jornalista nascida na Ucrânia e naturalizada brasileira.

      

8. Martha, maior artilheira das seleções brasileiras de futebol.

      

Publicidade

9. Hatshepsut, regente e faraó do Antigo Egito por cerca de 22 anos.

      

10. Harriet Tubman, líder de uma expedição armada que resgatou mais de mil escravos.

      

Publicidade

11. Dandara dos Palmares, guerreira símbolo da resistência negra na libertação dos escravos no Brasil.

      

12. Hedy Lamarr, atriz nascida na Áustria e coinventora do sistema que serviu de base para a atual telefonia celular.

      

Publicidade

13. Murasaki Shikibu, romancista e poetisa japonesa.

      

14. Nong Toom, campeã de Muay Thai, professora e criadora de programas de apoio à comunidade LGBT.

      

Publicidade

15. Nina Simone, compositora, pianista e ativista estadunidense.

      

16. Simone de Beauvoir, escritora e filósofa francesa, autora de "O Segundo Sexo", considerado um clássico da literatura feminista.

      

Publicidade

Veja também:

Você é feminista?

17 medos que homens que chamam feminismo de ‘mimimi’ nunca sentiram

14 mulheres brasileiras que fizeram história para inspirar o nome da sua filha

20 coisas que os homens podem fazer para não serem machistas

Veja também