10 mentiras que quem está em um relacionamento abusivo já ouviu

"Você nunca vai arrumar alguém tão bom quanto eu".

BuzzShe

1. "Ninguém vai te amar tanto quanto eu".

Reprodução / Via br.pinterest.com

Mentira. Em um relacionamento abusivo, esse tipo de discurso costuma esconder na verdade um comportamento de possessão.

2. "Você não vai arrumar ninguém melhor que eu".

Reprodução / Via br.pinterest.com

Mentira de novo. Uma das táticas do agressor é diminuir a vítima.

Publicidade

3. "A culpa é sua, você chama muita atenção".

Reprodução / Via br.pinterest.com

A culpa NUNCA é sua.

4. "Mulheres são todas iguais mesmo".

Reprodução / Via br.pinterest.com

Mulheres não são todas iguais, e mesmo que fossem isso jamais seria desculpa para agredir consistentemente outra pessoa.

Publicidade

5. "Ninguém vai acreditar em você".

Reprodução / Via br.pinterest.com

A tentativa de diminuir a pessoa agredida passa quase que inevitavelmente pela desqualificação. A tática do agressor é tentar isolar a vítima. Mas existem canais onde buscar apoio: amigas e familiares que entendem a situação, grupos de apoio e organizações como a Artemis e o Mete a Colher ou o Disque Denúncia 180.

6. "Não tem nada de errado comigo".

Reprodução / Via br.pinterest.com

Tem muita coisa errada com ele, sim. Mas não é incomum o agressor tentar justificar seus próprios comportamentos abusivos.

Publicidade

7. "Pensei que você fosse mais adulta".

Reprodução / Via br.pinterest.com

Quando usada em um contexto sexual, essa frase esconde uma forma de manipulação da vítima. A ideia é humilhar a mulher, constrangendo-a.

8. "Eu só quero o seu bem".

Reprodução / Via br.pinterest.com

A última coisa que o parceiro abusivo quer é o "seu bem".

Publicidade

9. "Você precisa dar menos importância ao que suas amigas falam".

Reprodução / Via br.pinterest.com

Quando pessoas realmente próximas e atentas tentam dar um toque sobre a situação, a reação do parceiro abusivo é tentar desqualificar as amizades da mulher. Por isso, esqueça aquela história de "em briga de marido e mulher não se mete a colher": se tiver uma amiga sofrendo numa relação abusiva, converse com ela. E se suas amigas já te alertaram mais de uma vez sobre aspectos do seu relacionamento, procure tirar a dúvida: você realmente se sente bem nesta relação?

10. "Eu vou mudar, isso nunca mais vai acontecer".

Reprodução / Via br.pinterest.com

A violência doméstica contra a mulher segue um padrão cíclico: a primeira fase se caracteriza pela construção de tensão, que não deveria ocorrer em um relacionamento saudável; a segunda fase é a da explosão – onde ocorre um ato violento, e a terceira fase é chamada de "fase da lua de mel": é quando o agressor se declara arrependido e promete que aquilo nunca mais vai acontecer.

Essa é a fase que convence muitas mulheres a continuar o relacionamento, mas na maioria das vezes esta fase termina, desembocando de novo na primeira parte do ciclo.

Publicidade

Se você está ou conhece alguém que está em um relacionamento abusivo, procure ajuda.

Você pode conversar com alguém da sua confiança, ligar para o 180, a Central de Atendimento à Mulher que funciona sete dias por semana e 24 horas por dia, ou procurar uma Delegacia da Mulher.

Veja também:

Publicidade

Publicidade

Você já tem o app do BuzzFeed Brasil no seu celular? Baixe gratuitamente no Android e no iOS para ver todos os nossos testes, vídeos, notícias e muito buzz.

Publicidade

Veja também