5 vezes inusitadas em que escolas de samba falaram sobre comida no Carnaval

De pato no tucupi a iogurte. Teve de tudo.

Quiz

G1/Reprodução / Via g1.globo.com

Integrante da Salgueiro em 2015.

1. Imagina ir ao Sambódromo e sentir cheiro de chocolate? Em 2010, a Rosas de Ouro foi além e levou para avenida um dispositivo que disparava o aroma doce para o público. A escola se consagrou campeã com o samba enredo "Cacau: um grão precioso que virou chocolate e sem dúvida se transformou no melhor presente".

Publicidade

2. Era 1983 e, de repente, acabou a luz na Marquês de Sapucaí. Mesmo estando no meio do desfile, a Caprichosos de Pilares não parou de cantar "Um cardápio à brasileira", samba enredo que homenageava a culinária de todos os cantos Brasil: "A começar pelo Pará / Tem pato no tucupi e tacacá / Mas jabá e farinha / No Nordeste não pode faltar / E aquela cachacinha / Que nos é peculiar".

3. Iogurte foi o tema inusitado escolhido pela escola Porto da Pedra, em 2012, no samba enredo "Da seiva materna ao equilíbrio da vida". A comissão de frente, "Lactobacilos da Folia", trazia integrantes interpretando os microorganismos vivos. Mas parece que o jurado não aprovou a ousadia. A escola acabou sendo rebaixada.

Publicidade

4. Em 2018, a União da Ilha do Governador levou para a avenida a culinária brasileira e suas influências europeias, indígenas e africanas com o samba enredo "Brasil bom de boca". No desfile, as alas simbolizavam alimentos como o caju, o açaí, o abacaxi e até o pão de queijo e a feijoada. Bateu fome aí só de ler?

5. Pratos clássicos, como frango com quiabo e feijão tropeiro, inspiraram a Acadêmicos do Salgueiro a homenagear a culinária mineira em 2015 com o samba "Do fundo do quintal, saberes e sabores na Sapucaí". A letra também menciona a importância da ancestralidade indígena na evolução da cozinha de Minas Gerais.

Publicidade

Agora é sua hora de dizer qual comida transformaria em samba enredo:

Sushi

Pizza

Nutella

Uva passa

Publicidade