"Stranger Things": Conheça a Damien Echols, o Eddie da vida real

Coisas estranhíssimas da vida real.

Eddie Munson mal chegou e já se tornou um dos personagens favoritos entre os fãs de "Stranger Things".

Seu jeito de metaleiro-nerd-carismático é irresistívelmente bem escrito, mas vários dos problemas que o personagem enfrenta, na real aconteceram de verdade.

Sua história foi inspirada na vida de Damien Echols:

 Barry Chin/The Boston Globe via Getty Images

Tal qual Eddie, Damien era um jovem que adorava metal, e jogava RPGs de mesa. Foi o bastante para que, quando assassinatos com requintes de crueldade começassem a rolar em West Memphis (sua cidade natal), ele e seus amigos fossem acusados.

A acusação que se baseava na suposta ligação da música e games com rituais satânicos.

1994, um ano após os crimes, Damien foi condenado à morte e dois de deus amigos, Jessie Loyd e Charles Misskelley e Jason Baldwin, receberam prisão perpétua.

Jean-Paul Aussenard/WireImage

Eles ficaram conhecidos como "O Trio de West Memphis", em um caso que ganhou as manchetes americanas.

Os três faziam parte de um grupo que jogava Dungeons and Dragons, chamado "Gryphons & Gargoyles", é o Hellfire Club da vida real.

Mark Perlstein/Getty Images

O caso acabou se tornando referência quando o assunto era o receio infundado com extrovertidos que curtem metal ou conteúdos demoníacos. Ao longos dos anos várias celeridades passaram a publicamente defenderem os acusados.

Jeff Vespa/WireImage

Entre eles, o diretor de Senhor dos Anéis, Peter Jackson - que aparece acima, na direita, com Echols.

Depois de 18 anos presos, em 2010, um inédito exame de DNA comprovou: eles eram inocentes. E foram imediatamente libertados.

Hoje Damien é um artista e se tornou símbolo nos EUA, quando o assunto são inocentes presos.

Daniel Zuchnik / Getty

Mais estranha que a ficção, às vezes é a realidade.

Veja também