Segurança expulsa violinista do metrô do Rio sob protesto de passageiros

"Tem polícia para prender músico e não tem para prender bandido?"

O professor universitário Tomaz Adour contou em um post no Facebook que estava no metrô do Rio, na última terça (14), quando começou a ouvir "uma música boa de violino".

Mas assim que o metrô parou na estação Largo do Machado, um segurança abordou o violinista, que ainda não foi identificado, e mandou que ele saísse imediatamente do metrô. "Anda logo, depressa!"

"O músico recebeu o apoio do público, que o mandou pegar de volta o violino e continuar tocando. Ele o fez", conta Tomaz, que filmou parte do ocorrido.

Publicidade

"Um senhor, muito educadamente, começou a falar com o guarda" e argumentar contra a retirada do violinista do vagão, diz Tomaz na postagem.

O senhor chama-se Adilson Santos e tentou protestar contra a retirada do violinista.

"Tem polícia para prender músico e não tem para prender bandido?", disse Adilson.

“Para o arrastão, vocês não aparecem!”

Publicidade

O músico guardou o violino e saiu do vagão na estação Botafogo acompanhado pelos seguranças do metrô.

O BuzzFeed Brasil entrou em contato com a assessoria do metrô do Rio, que disse que os músicos "são convidados a se retirar do sistema sempre que algum usuário reclame. Esse procedimento está respaldado legalmente".

Reprodução / Via metrorio.com.br

Já no site oficial do metrô Rio, uma página com informações sobre projetos que hoje está fora do ar. "Existe um projeto de lei em tramitação na Alerj (Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro), que vai regulamentar apresentações [musicais] nas estações", disse a assessoria do metrô Rio.

Publicidade

Veja também