Quatro rapazes escreveram para a vizinha pedindo para passear com a cachorra dela. Daí, eles receberam uma carta da cachorra.

"Em uma época em que as pessoas não conhecem bem nem sequer conversam com os vizinhos, foi muito bom quebrar essa barreira", disse a dona da cachorra ao BuzzFeed News.

Courtesy of Sarah Tolman / Via Instagram: @stevieticks

Quando Jack McCrossan e seus três amigos se mudaram para a cidade inglesa de Bristol, eles ficaram bem chateados ao descobrir uma coisa: o senhorio não permitia possuir cães.

Os rapazes tinham crescido com cachorros e sentiam saudades da companhia de um amigo de quatro patas. Então, quando viram um cãozinho olhando para eles da janela da vizinha uma noite, eles tiveram uma ideia: escrever para ela oferecendo seus serviços como cuidadores de cachorros.

"Se precisar de alguém para dar uma volta com seu cachorro (ou cachorra), teremos prazer em fazer isso", escreveram.

"Se você se cansar dele (sabemos que isso nunca vai acontecer, mas não custa nada sonhar), ficaremos mais do que felizes em cuidar dele. Se quiser trazê-lo para alegrar nosso dia, fique à vontade. Se quiser passar por nossa varanda para podermos vê-lo, por favor, faça isso."

Percebendo que a carta poderia parecer um pouco forte, eles simplesmente explicaram que sentiam falta de ter um cachorro por perto.

"A vida adulta é mais difícil sem um cachorro", escreveram eles, assinando como "Os garotos do número 23".

Publicidade

Courtesy of Sarah Tolman / Via Instagram: @stevieticks

Em pouco tempo, eles receberam uma carta endereçada "Aos Garotos" e carimbada com uma pata no verso.

"Foi um prazer receber sua carta", começou o bilhete escrito em nome da cachorra Stevie Ticks por sua humana, Sarah Tolman.

"Adoro conhecer novas pessoas, e seria ótimo se pudéssemos ser amigos. Devo avisar que o preço da minha amizade é de 5 arremessos de bola por dia e carinho na barriga sempre que eu quiser."

"Sabemos como é difícil encontrar apartamentos para alugar que aceitem animais de estimação — e a vida não é completa sem um cachorro, né? Eu adoraria dar uma volta sempre que puderem."

McCrossan tuitou a troca de mensagens em 10 de dezembro, e o tuíte logo viralizou.

Publicidade

Pessoas do mundo inteiro ficaram emocionadas com a série de cartas.

Publicidade

"Ficamos surpresos, para dizer o mínimo", disse McCrossan ao BuzzFeed News sobre a reação viral. "Para falar a verdade, foi surreal ver como o tuíte se tornou popular e as milhares de respostas positivas de todos!"

No domingo, 15 de dezembro, os garotos do número 23 finalmente conheceram Stevie, de 2 anos, adotada por Tolman e seu parceiro, Chris, de um abrigo em Chipre.

"Conhecer Stevie foi incrível!", disse McCrossan. "Ela tem bastante energia. Nós a levamos para passear, e ela não parava de correr!"

Tolman disse ao BuzzFeed News que Stevie passou uma hora com os rapazes brincando na casa deles.

"Dava para ouvi-la bagunçando através das paredes, e ela obviamente se divertiu. Quando a deixaram de volta em casa, ela ficou choramingando na porta e janela por horas depois", disse ela.

Agora eles estão organizando um bate-papo em grupo para que os rapazes possam oferecer seus serviços de passear com cães, conforme necessário.

Courtesy of Sarah Tolman / Via Instagram: @stevieticks

Tolman disse que se sentiu motivada a responder aos rapazes porque ficou emocionada com o esforço que eles fizeram para contatar um vizinho.

"Em uma época em que as pessoas não conhecem bem nem sequer conversam com os vizinhos, foi muito bom quebrar essa barreira", disse ela.

Agora ela pretende convidar os rapazes para jantar e tomar cerveja, para que todos possam passar um tempo com Stevie no território dela.

Stevie já tem mais de 13 mil seguidores no Instagram, mas aparentemente ela não se incomoda com sua nova fama. "Sempre lhe dizemos quantas pessoas a estão seguindo e interessadas em seu relacionamento com o novo namorado, mas ela continua me dando a pata pedindo guloseimas", disse Tolman. "Obviamente, sabemos que Stevie é uma cadela muito especial, mas adoramos que ela tenha levado tanta alegria e amor a tantas pessoas", disse Tolman. "Acho que todos precisam de um lembrete de vez em quando que a humanidade está nas coisas pequenas."

Jordan Roth contribuiu com a reportagem.

Este post foi traduzido do inglês.