Programa matinal da Virgínia volta ao ar após assassinatos de jornalistas

Kimberly McBroom — que estava no estúdio da WDBJ quando a tragédia ocorreu na quarta-feira — descreveu o programa Mornin' de hoje como "uma transmissão sem igual"

O programa matinal Mornin' da WDBJ, estação de TV da Virgínia, Estados Unidos, voltou ao ar nesta quinta-feira de manhã, um dia depois de os jornalistas Alison Parker e Adam Ward terem sido mortos ao vivo.

Steve Helber / AP

Chris Hurst, âncora da WDBJ, (à direita) — o namorado de Alison Parker — abraça o meteorologista Leo Hirsbrunner nesta quinta-feira de manhã.

A âncora Kimberly McBroom — que estava transmitindo no estúdio quando a tragédia ocorreu na quarta-feira — descreveu o programa de hoje como "uma transmissão sem igual".

Os membros da equipe da manhã — McBroom, Steve Grant e Leo Hirsbrunner — sorriam à medida que compartilhavam lembranças dos jornalistas mortos, e descreveram a morte deles como "devastadora em muitos sentidos". Eles disseram que a tragédia foi "de longe uma das histórias mais difíceis já cobertas".

Publicidade

Steve Helber / AP

Leo Hirsbrunner (à direita) fala sobre as travessuras do câmera Adam Ward durante o programa matinal.

Steve Grant não é funcionário da WDBJ, mas um dos vários funcionários trazidos da KY3, de Springfield, Missouri, para ajudar a estação da Virgínia com suas transmissões após o ataque, de acordo com o jornal Springfield News-Leader. Outra estação de Springfield, a KSPR, também enviou uma equipe para Roanoke.

Publicidade

Steve Helber / AP

Da esquerda para a direita: Steve Grant, Kimberly McBroom e Leo Hirsbrunner.

O meteorologista Hirsbrunner estava visivelmente triste em uma de suas aparições, dizendo sobre seus colegas: "Nós vamos sentir muita, muita falta deles."

Então, McBroom disse algumas palavras de encorajamento ao meteorologista: "Você tem razão, meu amigo; estamos juntos nisso."

Publicidade

WDBJ7

Durante uma previsão posterior, Hirsbrunner lutou para conter as lágrimas e disse: "Adam e Alison, essa é para vocês."

A estação fez um minuto de silêncio para Ward e Parker, com a equipe dando as mãos em sua memória.

McBroom também agradeceu ao público pelo apoio: "Sua manifestação de apoio significa mais do que vocês podem imaginar."

Steve Helber / AP

O especialista em luto Dr. Thomas Miliam (à esquerda) se junta a Grant, McBroom e Hirsbrunner em um minuto de silêncio nesta quinta-feira de manhã.

Assista ao minuto de silêncio que foi ao ar aqui:

Uma reprise do programa está sendo transmitida aqui:

Veja também: