Por que um padre paulistano está derrubando pedras sob um viaduto

Para ele, essas pedras parecem a entrada de um campo de concentração nazista.

Reprodução/Twitter / Via Twitter: @pejulio

O padre Julio Lancellotti sob o viaduto Dom Luciano Mendes de Almeida

Publicidade

As pedras, colocadas pela Prefeitura de São Paulo embaixo do viaduto Dom Luciano Mendes de Almeida, no bairro do Tatuapé, zona leste da cidade, servem para impedir que pessoas em situação de rua se instalem por ali. Vale lembrar que, de acordo com o Censo de 2019, São Paulo tem mais de 24 mil pessoas desabrigadas.

Em uma reportagem publicada pela Folha, um dos trabalhadores que fez a instalação das pedras disse: “A gente faz porque é obrigado, mas até aperta o coração tirar o teto de quem já mora na rua".

Zanone Fraissat/Folhapress / Via www1.folha.uol.com.br

Publicidade

"O que causa muito impacto é a forma como está aquilo. Parece a entrada de um campo de concentração nazista. É higienismo puro", disse o religioso à Folha. Há décadas o padre Julio Lancellotti atua junto de pessoas em situação vulnerável. E é lamentável que um homem com a sua idade necessite combater com as próprias mãos uma ação nefasta como essa realizada pela prefeitura de São Paulo.

Publicidade