Por que dormir de conchinha é inviável

Braço dormente, ereção involuntária e bafo na nuca são apenas alguns dos motivos para você parar imediatamente.

Para quem vai ficar atrás, é uma indecisão eterna de como se posicionar confortavelmente, principalmente com o braço.

Por cima, por baixo, de lado, não dá.

Ficar com o braço embaixo é uma das melhores opções, porém prepare-se para o formigamento repentino e a dormência neste braço que aparentemente está confortável.

Publicidade

No calor vai ter suadouro nas costas da pessoa da frente e na barriga da que está atrás.

Quem está atrás possivelmente vai ficar cheirando cabelo a noite toda.

Ou talvez ficar sufocado.

Publicidade

Fora que pode sofrer o risco iminente de ereção involuntária.

Assim como para quem está na frente, fica impossível manter a concentração em dormir quando tem um pau duro esfregando atrás.

Publicidade

É muito insuportável dormir com alguém fungando toda hora em seu cangote.

No começo parece interessante e sensual, mas o tempo passa e não é algo que é sempre confortável.

Se você é do tipo de pessoa que tem sono leve, no primeiro movimento do seu par você pode perder seu sono.

Enquanto a pessoa inquieta vai com certeza continuar dormindo bem gostoso.

Publicidade

Quando você está junto com alguém que ronca, dormir de conchinha pode ser catastrófico.

Se um dos dois do casal for inquieto, vocês travarão uma batalha de pernas.

Experimente dormir sem vencer essa luta.

Publicidade

E se nada disso ainda te convenceu, lembre-se: algumas vezes as pessoas peidam involuntariamente durante a noite, e azar de quem está atrás.

Veja também

Publicidade

Publicidade

Veja também