Pink disse "vocês são a epítome do privilégio branco" respondendo à críticas pelo seu post no Instagram sobre o movimento Vidas Negras Importam.

"Vocês são a epítome do privilégio branco e a parte mais triste é que vocês não escutam a si mesmos e provavelmente nunca irão."

Pink respondeu à pessoas que a criticaram no seu post do Instagram sobre o movimento "Vidas negras importam" depois de pedir justiça pela terrível morte de George Floyd pelas mãos de policiais brancos.

Tolga Akmen / Getty Images

Semana passada, quatro policiais de Mineápolis foram demitidos depois que imagens mostraram um deles se ajoelhando em cima da parte de trás do pescoço de Floyd, que já estava algemado e disse repetidas vezes que não conseguia respirar.

Facebook / Via facebook.com

Mais tarde, o policial foi preso e acusado de homicídio culposo.

Publicidade

Desde então, as pessoas vem expressando sua indignação, com muitas delas tomando as ruas em protesto contra a brutalidade da polícia e em apoio ao movimento Vidas Negras Importam.

Spencer Platt / Getty Images

Um dos muitos artistas que condenaram o racismo e a desigualdade foi Billie Eilish, que postou uma declaração comprida e apaixonada no Instagram sobre a morte de Floyd e como o lema "todas as vidas importam" é simplista na situação atual.

Gareth Cattermole / Getty Images

Publicidade

"Neste momento, nós temos que combater centenas de anos de opressão contra o povo negro," disse a garota de 18 anos. "O lema de #BlackLivesMatter não significa que outras vidas não importam. Está chamando atenção ao fato de que a sociedade claramente pensa que as vidas negras não importam merda nenhuma!"

O post, curtido quase seis milhões de vezes, foi compartilhado em larga escala nas redes sociais, e um dos muitos artistas a repostarem na sua própria conta foi Pink, que legendou com a mensagem: "Diga."

Mas, embora o post recebesse muitos elogios, algumas pessoas discordaram do apoio de Pink à declaração de Billie. Quando um usuário apareceu para sugerir que a brutalidade da polícia não deveria ser colocada na categoria de Vidas Negras Importam, pois "poderia acontecer com qualquer um de nós", Pink respondeu a chamou atenção para o privilégio branco dele.

"Eu entende de onde você está vindo. MAS como uma pessoa com o cérebro de um advogado, eu preciso dizer... quando você isola uma raça e e diz que ela importa. Você ESTÁ deixando implícito que outras raças não importam tanto. É uma inferência automática. Eu acho que colocar a situação dentro de um contexto de Vidas Negras Importam não ajuda. Isso poderia acontecer com QUALQUER UM DE NÓS. ESSA é a atrocidade. Essa é a questão real. Não é sobre raça."

"Você é a epítome do privilégio branco e a parte mais triste é que você sequer consegue se ouvir e provavelmente nunca vai conseguir.

Publicidade

Na verdade, Pink respondeu a muitos comentários que criticavam o post, ironizando um: "Que comentário profundo e útil."

"A Pink é uma estúpida".

"Que comentário profundo e útil!"

"As vidas de todos os donos de negócios importam também. Fudido em Los Angeles agora."

"Então você não sabe ler."

Publicidade

"Exatamente! Não tem NENHUMA pessoa branca necessitada! Entendi... mas vamos lá... não entre nessa bobagem."

"Eu preciso que você faça algum sentido para conseguir responder."

Desde então, Pink continuou compartilhando outros oito posts no seu Instagram sobre a brutalidade da polícia e a injustiça. Ao tornar público seus sentimentos sobre a situação, ela compartilhou um post de Ellen Pompeo que dizia: "Estamos juntos contra o racismo... Devemos nos unir e manifestar."

"Nós nos unimos contra o racismo.

Nós nos unimos por inclusão.

Nós nos unimos a nossos colegas negros e toda a comunidade.

Nós precisamos de união e voz."

Publicidade

Este post foi traduzido do inglês.

Leia mais

A influência do Instagram tem um problema de diversidade. Esta blogueira diz que é a hora de mudar.

Escrito por Stephanie McNeal • há um ano

Celebridades estão divulgando suas doações financeiras ao movimento "Black Lives Matter" e incentivando os fãs a fazerem o mesmo

Escrito por Ellie Bate • há um ano

"O Brasil não tem espaço para fascismo", diz Emerson, cercado e xingado por bolsonaristas

Escrito por Guilherme Lucio da Rocha • há um ano

Por que uma pandemia não impediu as pessoas de protestar em Minneapolis

Escrito por Albert Samaha • há um ano

Publicidade

Veja também