Participante de "Drag Race" é desqualificado após denúncias - e a temporada mal começou

Um dos homens disse que até permitiu que Joey Gugliemelli, também conhecido como Sherry Pie, filmasse-o se masturbando para um falso processo de audição.

Há um ano

Instagram/Sherry Pie / Via Instagram: @sherrypienyc

Pelo menos cinco jovens aspirantes a atores contaram ao BuzzFeed News que um participante desta temporada de "RuPaul's Drag Race" os enganou pela internet ao longo de vários anos por e-mail, passando-se por diretor de elenco e levando-os a enviar gravações constrangedoras dizendo e fazendo coisas degradantes.

Um dos rapazes disse que até concordou em se masturbar diante da câmera como parte do processo de audição.

Joey Gugliemelli, também conhecido por sua persona drag Sherry Pie, supostamente enganou seus ex-colegas de classe da SUNY Cortland, em Nova York, além de atores com quem trabalhou em uma companhia de teatro do Nebraska.

"Eu me senti muito estúpido. Muito burro", disse David Newman, 26 anos, ex-aluno da Cortland que filmou cenas em 2015 vestindo uma regata e um short para Gugliemelli para uma falsa versão do musical "O Estranho Mundo de Jack", com o qual, segundo lhe disseram, Tim Burton estava envolvido.

"Todo mundo erra, mas ele nunca se desculpou", disse Newman. "Agora ele é assistido por um público nacional, e as pessoas precisam saber o que ele fez. Ele fez isso com muita gente."

Gugliemelli não respondeu aos vários e-mails, tweets, ligações e mensagens de texto sobre essa história durante o dia de quinta-feira, e representantes da VH1, que transmite "RuPaul's Drag Race", também não responderam às repetidas solicitações de comentários. Um minuto antes da publicação, na noite de quinta-feira, Gugliemelli postou no Facebook:

Aqui é Joey. Quero começar dizendo o quanto lamento por ter causado tanto trauma e sofrimento e o quanto estou terrivelmente envergonhado e enojado comigo mesmo. Sei que a dor e a mágoa que eu causei nunca desaparecerão, e sei que o que eu fiz foi errado e muito cruel. Até estar em RuPaul's Drag Race, eu nunca havia entendido de fato a importância da minha saúde mental e do cuidado com as coisas. Aprendi no programa como é importante "se amar", e acho que eu nunca me amei. Tenho buscado ajuda e estou recebendo tratamento desde que voltei para Nova York. Peço desculpas a todos que machuquei com minhas atitudes. Também quero dizer o quanto lamento às minhas irmãs da 12ª temporada e, sinceramente, a toda a emissora e à produtora. Tudo o que posso fazer é mudar meu comportamento, e isso começa comigo e com a realização desse trabalho.

A VH1, por fim, mostrou a declaração ao BuzzFeed News.

No início da noite de sexta (06), a produção do programa publicou uma nota oficial informando que Gugliemelli havia sido desclassificado da competição - poucas horas antes do episódio em que ele apareceria pela primeira vez ser exibido.

Publicidade

Os fãs da série ficaram aliviados com a resposta oficial da VH1, mesmo que tenham que acompanhar a temporada com o participante ainda presente – apesar de boatos, ainda não se sabe como foi o desempenho de Sherry na temporada, mas como o episódio final é gravado poucas semanas antes de ser exibido, independente de sua colocação ela não estará presente.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


As acusações contra Gugliemelli vieram à tona on-line e na mídia gay na quinta-feira, após o status do Facebook do ator Ben Shimkus, de 25 anos, viralizar. Em conversa com o BuzzFeed News por telefone, de seu trabalho como ator a bordo de um cruzeiro que no momento está atracado em Barbados, Shimkus relembrou como, em 2015, conversou por e-mail durante várias semanas com uma mulher que ele acreditava se chamar Allison Mossie através do endereço allisonmossie@gmail.com. Ela disse estar escalando o elenco para uma nova peça no prestigiado Playwrights Horizons, na cidade de Nova York. Shimkus disse que foi indicado a Mossie por outro estudante de Cortland, que fora recomendado a ela para um papel no suposto musical de "O Estranho Mundo de Jack", de Gugliemelli. Nenhum deles jamais a encontrou ou conversou com ela pessoalmente.

Em dezenas de e-mails que Shimkus forneceu ao BuzzFeed News, ele e Mossie discutem em detalhes um personagem de uma suposta nova peça intitulada "Bulk", centrada em um homem chamado Jeff, que faz uso de anabolizantes para ganhar músculos. Disseram a Shimkus que o papel envolveria a utilização de uma série de bodies à medida que o personagem fosse ficando cada vez maior. Asseguraram-lhe repetidas vezes que os produtores estavam interessados nele, que ele receberia US$ 900 por semana e seria hospedado na cidade de Nova York se conseguisse o papel.

Shimkus recebeu dezenas de perguntas para responder ao longo de uma série de e-mails como parte dos testes para avaliar se ele havia compreendido o personagem. "Como você se sentiria se tivesse esse tamanho? Do que você gostaria? Do que você não gostaria? Algumas tendências ou ideias de Jeff vêm à sua cabeça?", dizia um e-mail.

"Por que você acha que Jeff para de usar desodorante neste programa? Você gostaria de ver e ouvir as costuras das suas roupas esticarem e até rasgarem à medida que você fica maior?", dizia outro.

Publicidade

Cortesia de Ben Shimkus.

Shimkus foi encorajado a enviar vídeos dele mesmo lendo trechos do roteiro de "Bulk", que, segundo lhe disseram, ainda estava em desenvolvimento. Nos vídeos, ele fingia tomar anabolizantes e falava sobre gostar do cheiro de suas axilas suadas. "Eu me lembro de ter ficado meio constrangido com a gravação", ele contou ao BuzzFeed News. "Eu gravava completamente sozinho na minha casa fora do campus apenas quando estava só."

"Era muito prejudicial para mim na época", ele disse.

Eventualmente, depois de ser enganado ao longo de dezenas e dezenas de e-mails, a comunicação cessou. Shimkus ligou para o Playwrights Horizons e lhe foi dito que ninguém com o nome de Allison Mossie trabalhava lá.

Blake Zidell, porta-voz do Playwrights Horizons, contou ao BuzzFeed News que o grupo "nunca empregou — e, até o momento em que o post de Ben Shimkus no Facebook chamou nossa atenção ontem à noite, nunca ouviu falar de — ninguém com [esse] nome."

"Não sei para quem esses vídeos foram enviados nem qual era bem a finalidade deles", disse Shimkus. "Me senti horrível. Como se tivessem se aproveitado totalmente de mim."

Shimkus disse que a compreensão provocou um surto em sua saúde mental, coincidindo com o período em que sua avó estava morrendo e com o fim de um relacionamento de dois anos. "Por um tempo, a sensação era de que o mundo estava contra mim de uma maneira com a qual eu não sabia lidar", ele disse.

Publicidade

Courtesia de Josh Lillyman

Josh Lillyman é um ator australiano de 23 anos que trabalha em Kearney, Nebraska. Foi lá que, em 2017, ele conheceu Gugliemelli, no Crane River Theater, quando eles foram escalados nas produções de "Hairspray" e "A Pequena Sereia".

"Eu diria que ele meio que cuidou de mim", Lillyman contou ao BuzzFeed News em uma entrevista por telefone.

Lillyman disse que Gugliemelli lhe contou que estava atuando como "agente de elenco auxiliar" para uma mulher em Nova York para um novo programa da HBO. O título do projeto era "Bulk".

"Se eu fosse um pouco mais instruído, teria conseguido evitar isso", disse Lillyman, "mas era uma versão mais jovem de mim."

Lillyman disse que Gugliemelli o fez entrar em contato com Allison Mossie usando o endereço de e-mail alliemossie@gmail.com. Nas mensagens entre Lillyman e a conta que ele pensava pertencer a Mossie, as quais Lillyman forneceu ao BuzzFeed News, o jovem ator compartilhou histórias pessoais sobre sua vida a fim de comprovar que era a pessoa certa para o papel.

Nos e-mails, Mossie disse a Lillyman para trabalhar com Gugliemelli a fim de se preparar para o teste. "Ele é rápido e tende a saber o que eu quero, e deve ser mais fácil para todos, já que ele está com você", dizia um e-mail supostamente de Mossie.

Juntos, Gugliemelli e Lillyman trabalharam ensaiando um monólogo e fazendo gravações dele lendo um suposto roteiro de "Bulk". "Ele disse que a premissa do programa era o cara ficando cada vez maior e maior até que ocupasse a sala inteira", contou Lillyman.

Gugliemelli falou sobre um traje de músculos que o jovem ator supostamente usaria no programa e como ele precisava adotar uma personalidade "grande, forte, musculosa", disse Lillyman.

Quando ele estava se preparando para a última gravação, Gugliemelli se ofereceu para filmá-lo. O processo durou de três a quatro horas, disse Lillyman, já que Gugliemelli não parava de lhe dar instruções. De acordo com Lillyman, Gugliemelli por fim sugeriu que ele tirasse a camiseta, contraísse os músculos e até ficasse sem cueca para entrar no personagem. "Ele estava tentando me fazer ir além", disse Lillyman. "Não parava de dizer que não estava muito bom."

Então, Lillyman contou que Gugliemelli sugeriu que ele entrasse no banheiro e se masturbasse para se sentir mais másculo. Lillyman obedeceu de forma relutante. Ele estava desesperado pelo papel. Outros atores já fizeram mais por menos, raciocinou.

Quando ele apareceu, Gugliemelli sugeriu que ele repetisse diante da câmera. Apenas o diretor de elenco veria, pensou Lillyman. Novamente, ele fez como lhe foi instruído.

"Eu fiz tudo o que ele me pediu porque, àquela altura, ele tinha inventado tantos detalhes do programa que eu realmente estava convencido de que era real e associado à HBO", disse Lillyman. "Demorou muito para eu me libertar dessa ilusão. Eu fazia tudo o que ele me pedia de bom grado."

Mais tarde, em um bar com seus colegas atores, Lillyman ouviu quando seu amigo Landon Summers, que interpretou o príncipe Eric na produção "A Pequena Sereia" do Crane River Theater, mencionou que estava decidindo se recusaria uma oferta da Disney Cruises porque estava avançando em uma escalação de elenco da HBO. Isso chamou a atenção de Lillyman. Summers lhe contou que Gugliemelli o havia indicado para o papel em uma ficção científica chamada "Bulk", pela qual a HBO havia demonstrado interesse.

Publicidade

Cortesia de Landon Summers

Summers, um ator de 28 anos que mora em Orlando para trabalhar na linha de cruzeiros da Disney, contou ao BuzzFeed News, em uma entrevista por telefone, que nunca trabalhou com Gugliemelli presencialmente em seus testes de vídeo, mas se lembrou de ter recebido observações dele.

"A coisa mais importante que ele sempre me dizia era para continuar indo além", disse Summers. "Sei que Joey insinuou bastante que os outros caras que eram meus concorrentes nos testes estavam tirando a roupa para o vídeo e que eu deveria me sentir incentivado a ir além. Eu fui irredutível quanto a continuar vestido."

"Se eles me quiserem, podem me ter", ele se lembra de ter pensado. "Mas não vou mandar vídeos de audição sem roupa."

Eventualmente, quando Gugliemelli foi embora e Lillyman não teve mais notícias de Mossie, começou a fazer suas próprias pesquisas e não conseguiu confirmar a existência dela. "Percebi que sou um idiota e entendi tudo", ele disse. "Desmoronou em menos de um dia."

Ele ligou para Summers e lhe contou o que havia descoberto, em choque porque Gugliemelli teria permitido que Summers quase desistisse de um emprego na Disney por um trabalho falso.

Lillyman se sentiu humilhado e, durante anos, tentou reprimir o que havia acontecido. "Eu meio que enterrei isso e constatei que não havia nada que eu pudesse fazer a respeito", ele contou.

"Eu quase choro por isso ter acontecido com tantas pessoas", ele disse.

Um quinto ator, que pediu para não ser identificado nesta matéria, também forneceu e-mails para o BuzzFeed News mostrando dezenas de conversas com Mossie em 2017. Ele disse que ela entrou em contato com ele através de seu site enquanto ele fazia testes no Unified Professional Theatre, em Memphis. Ela encaminhou o ator para seu assistente, "Joey", e deu o número do telefone de Gugliemelli. Ele disse que os dois conversaram por telefone.

Em e-mails de fevereiro a setembro de 2019, foi dito várias vezes ao jovem ator que ele estava sendo considerado para a produção de "Bulk", no Playwrights Horizons. Em um e-mail, ele informou suas medidas corporais. Em outro, mandou uma foto sua sem camisa flexionando os músculos. Ele também disse que se filmou sem camisa "interpretando esse personagem nojento".

Shimkus, o ator cujo status do Facebook na quarta-feira fez com que outras supostas vítimas se apresentassem, disse que decidiu ir a público depois de ver Sherry Pie em "Drag Race". Recentemente, ela também apareceu na capa do Time Out New York. "Com uma plataforma maior, ela poderá fazer isso com mais pessoas", disse Shimkus, "e era o que eu queria combater."

Este post foi traduzido do inglês.

Publicidade

Veja também