Parece piada, mas mesmo em prisão domiciliar Roberto Jefferson foi lançado à Presidência pelo PTB

Candidatura busca "ajudar" Bolsonaro ao colocar na disputa um postulante ainda mais extremista que o atual presidente.

Estamos na reta final das convenções partidárias, aqueles eventos internos em que as siglas anunciam seus candidatos. Antes do apagar das luzes, previsto para 5 de agosto, o PTB lançou na segunda-feira (1) o ex-deputado Roberto Jefferson como candidato a presidente da República nas eleições deste ano.

Divulgação/PTB

Parece até piada, já que Jefferson cumpre prisão domiciliar desde o início do ano.

Reprodução

Publicidade

A estratégia, portanto, é ter alguém mais extremista que Bolsonaro na campanha, na intenção se suavizar a imagem do candidato à reeleição na defesa de pautas como a armamentista e nos ataques às instituições.

Publicidade

Para quem não lembra, Jefferson também foi preso no ano passado no âmbito do inquérito que apura a atuação de uma milícia digital contra a democracia.

Reprodução

Publicidade

Até agora, a disputa pelo Palácio do Planalto já tem pelo menos 11 candidatos. O número ainda deve subir até o fim do prazo para as convenções partidárias.

Publicidade

Veja também