O vídeo de Alok em Moçambique levanta discussão sobre estereótipos em ações humanitárias

"As pessoas não estão reclamando porque o Alok expôs a ação humanitária dele, elas estão reclamando porque o Alok expôs a criança", afirmou uma seguidora.

O DJ brasileiro Alok está documentando nas redes sociais sua viagem para Moçambique com o objetivo de chamar atenção para o trabalho do Fraternidade Sem Fronteiras.

Fraternidade Sem Fronteiras é uma organização humanitária que tem projetos no Brasil, Madagascar, Malawi, Moçambique e Senegal, atuando em alguns dos lugares mais pobres do planeta para ajudar a acabar com a fome.

Publicidade

Porém, este vídeo do DJ publicado na quarta-feira (05) ao lado de uma criança muito debilitada e chorando incomodou parte de seus seguidores e levantou uma discussão sobre os limites de uma boa causa.

No vídeo, Alok fala de sua jornada de aprendizado e o quanto trabalhar como voluntário o fez parar de reclamar da vida e ser uma pessoa melhor. Mas enquanto ele fala de si para a câmera, uma criança visivelmente doente, chamada Almirante, chora.

Alok ainda se compromete a ajudar a criança a fazer uma cirurgia da qual precisa. "Eu prometo para vocês que o próximo encontro que a gente tiver aqui, vai ter uma escola, ela [criança] vai ter feito a cirurgia e se Deus quiser estará muito melhor”, afirma no vídeo.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Veja também:

Lindomar desejou um "FELIS NATAL" para todos e ele tá mais do que certo

Escrito por Flora Paul • há 3 anos

Celebridades reforçaram críticas ao Carrefour depois de um cachorro ser morto por um segurança

Escrito por Victor Nascimento • há 3 anos

O discurso gordofóbico de Carolina Dieckmann deixou todo mundo sem graça no "Altas Horas"

Escrito por Victor Nascimento • há 3 anos

Veja também