No primeiro dia de Linn da Quebrada no "BBB 22", a transfobia já deu as caras

Eslovênia, Eliezer e Rodrigo deram declarações lamentáveis.

Publicidade

Publicidade

Nas redes sociais, Ariadna Arantes, do "BBB 11", agradeceu Linn pelas palavras. "Sim, as pessoas precisam normalizar um corpo travesti. E precisam normalizar que cada um tem que ser respeitado e identificado do jeitinho que se identifica…" 

Mas os episódios transfóbicos na casa não pararam por aí, e, durante a madrugada, foram protagonizados por Rodrigo e Eliezer.

Reprodução/TV Globo

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Na sequência, ainda quando tentava se justificar, Rodrigo então usou uma expressão racista. Disse que não teve a intenção "de denegrir" ninguém. Linn, então, diz que usar tal palavra “não é legal. Porque vem do negro, né? Eu não uso".

Reprodução/Twitter

Antes de entrar na casa, Linn, que é travesti, compartilhou nas redes sociais um momento de vitória para ela – e para a comunidade LGBTQIAP+: conseguiu retificar seu nome nos documentos e passou, oficialmente, a se chamar Lina.

Publicidade

Que sua jornada no reality show seja livre de transfobia. E que essas pessoas aprendam.

Veja também