Entenda a Lei Marília Mendonça sobre sinalização de linhas de energia

Projeto pode ser votado nesta terça-feira, 30, no Senado.

Reprodução/Instagram

Menos de um mês após a morte da cantora Marília Mendonça, a Comissão de Infraestrutura do Senado pode votar nesta terça-feira (30), um projeto de lei que leva o nome da artista e trata sobre a sinalização de linhas aéreas de transmissão de energia.

Projeto foi apresentado pelo senador Telmário Mota.

Corpo de Bombeiros/MG

O projeto foi apresentado pelo senador Telmário Mota (Pros-RR) após o acidente que matou a cantora, em 5 de novembro. O avião em que a artista viajava caiu após se chocar contra cabos elétricos perto do aeroporto de Caratinga (MG), matando a Marília e mais quatro pessoas.

Publicidade

Projeto visa mais segurança para evitar novas tragédias.

O PL 4.009/2021, chamado de projeto da Lei Marília Mendonça, prevê que as torres de energia devem ser pintadas em cores que possibilitem aos pilotos de aeronaves identificá-los como sinal de advertência. A ideia é promover maior segurança ao tráfego aéreo.

Mais sinalização e advertência.

Segundo o projeto, as concessionárias de energia elétrica podem fazer uso de placas de advertência de forma complementar à pintura das torres. O texto ainda determina que as linhas de transmissão devem ser sinalizadas com esferas coloridas.

Publicidade

Senador quer evitar novos acidentes como o que matou Marília Mendonça.

“Uma linha de transmissão pode ter sido a causadora do acidente de uma aeronave considerada até então segura, sem deixar sobreviventes. O que podemos fazer neste momento de consternação, pelo menos, é propor regras para proteger nossos brasileiros, de presenciarem ou serem vítimas de evento futuro da mesma natureza”, justifica o autor do projeto, segundo a Agência Senado.

Veja também