Laverne Cox faz história ao inspirar a primeira Barbie transgênero

Boneca é uma homenagem aos 50 anos da atriz e ativista.

BuzzShe

Senhoras e senhores, conheçam a nova Barbie, inspirada na atriz e ativista trans Laverne Cox!

Divulgação/Mattel

Foto de capa: Elizabeth Braunstein/Mattel e Divulgação/Mattel

Responsável por conquistas históricas para a comunidade LGBTQIAP+, como ser a primeira mulher trans indicada na categoria do Emmy de "melhor atriz convidada em série de comédia", ou ser a primeira transgênero na capa da revista Time, agora ela quebra uma nova – e importante – barreira.

Divulgação/Mattel

Publicidade

A Mattel anunciou, na quarta-feira (25), o lançamento de uma boneca Barbie em comemoração ao aniversário de 50 anos da artista, a ser celebrado no próximo dia 29.

Mike Coppola/ Getty Images

Após o anúncio da marca, a estrela de "Orange is The New Black" disse estar ansiosa para logo encontrar a boneca nas prateleiras e para que as pessoas possam incluir uma Barbie transgênero as suas coleções.

Divulgação/Mattel

A boneca está à venda no site da Mattel por US$ 40, cerca de R$ 193. A descrição da "Barbie Laverne" faz uma verdadeira exaltação da atriz e da boneca.

"Quatro vezes indicada ao Emmy, produtora vencedora do Emmy e a primeira mulher negra transgênero a ter um papel de liderança em um programa de TV, Laverne Cox usa sua voz para amplificar a mensagem de ir além das expectativas da sociedade para viver mais autenticamente. Ela usa um figurino original de camada tripla, com um vestido de tule vermelho escuro graciosamente drapeado sobre um deslumbrante body metálico prateado. Seu cabelo é varrido em glamourosas ondas de Hollywood, enquanto a maquiagem dramática completa seu visual."

Publicidade

Em entrevista à revista People, a atriz de "Inventando Anna" disse "não acreditar" que foi transformada em boneca e destacou esse momento como uma conquista para a comunidade LGBTQIAP+.

Divulgação/Mattel

"Eu não posso acreditar. Eu amo a roupa dela", disse Laverne. "O que mais me excita sobre ela estar no mundo é que os jovens trans podem vê-la, talvez comprá-la e brincar com ela sabendo que há uma Barbie feita pela Mattel, pela primeira vez, à semelhança de uma pessoa trans."

Divulgação/Mattel

Publicidade

Laverne conta que esteve profundamente envolvida no processo de criação da boneca. Não por acaso, ela saiu à sua imagem e semelhança, seja pelo figurino escolhido, pela maquiagem impecável ou pelas mechas loiras no cabelo.

Divulgação/Mattel

"Eu estava tipo, 'Podemos fazê-la parecer mais comigo? E mais afro-americana?'", disse ela em um dos feedbacks aos designers da Mattel. "E nós conversamos sobre luzes, e luzes baixas porque eu sou loira a maior parte do tempo, mas eu sou uma garota negra, então eu preciso de uma raiz escura. E nós tivemos uma conversa inteira sobre como eles não podem fazer isso, mas eles poderiam fazer luzes baixas escuras", detalha.

Ao refletir sobre sua relação com as bonecas na infância, Laverne conta que não tinha permissão para brincar com elas quando criança. "Eu implorei à minha mãe por uma Barbie e ela disse não porque eu nasci homem", conta ela. 

Publicidade

Por este motivo, ter uma Barbie em sua homenagem foi, para a atriz, parte importante daquilo que ela define como um processo de "cura". "Estou tão agradecida por ter sido capaz de estar nesse processo. É um processo de recuperar minha criança interior, curá-la, dar a ela o que ela não teve no primeiro momento. Dar essas coisas a ela agora. E a Barbie é uma parte muito tangível disso", disse.

ELIZABETH BRAUNSTEIN/MATTEL

"Então, estar completando 50 anos e ser transgênero e ter uma Barbie na minha vida, isso parece um momento de cura de círculo completo", finaliza Laverne. Mas, na verdade, ela está apenas começando!

Divulgação/Mattel

Publicidade

Veja também