Justice Smith se revelou queer durante um discurso em defesa dos LGBTI+ negros

"Quero reiterar esse sentimento: se sua revolução não inclui vozes queers negras, ela é antinegra."

Você conhece Justice Smith. Ele estrelou filmes como "Jurassic World: Reino Ameaçado", "Pokémon: Detetive Pikachu" e "Por Lugares Incríveis".

Angela Weiss / Getty Images

Ele também estrelou a curta — mas amada — série da Netflix "The Get Down".

No sábado, Justice usou o Instagram para compartilhar seus pensamentos sobre os protestos do Black Lives Matter que estão acontecendo nos Estados Unidos e em todo o mundo em resposta ao assassinato de George Floyd e de outras vítimas da brutalidade policial.

Publicidade

"[Nicholas Ashe] e eu protestamos hoje em Nova Orleans", ele escreveu. "Cantamos 'Black Trans Lives Matter', 'Black Queer Lives Matter' e 'All Black Lives Matter'. Como um homem negro queer, eu fiquei decepcionado ao ver algumas pessoas ávidas por dizerem 'Black Lives Matter', mas calando-se quando as palavras trans/queer eram adicionadas."

"Quero reiterar esse sentimento: se sua revolução não inclui vozes queers negras, ela é antinegra", ele escreveu.

Jc Olivera / Getty Images

O ator de 24 anos continuou: "Se sua revolução não vê problema em permitir que pessoas trans negras como #TonyMcDade passem despercebidas para libertar exclusivamente homens negros cis heterossexuais, ela é antinegra."

Publicidade

Justice equiparou qualquer um que se recuse a reconhecer e lutar por vidas queers e trans no movimento Black Lives Matter a "[abrir] a porta de um sistema criado contra você e depois [fechar] a porta atrás de você."

Jon Kopaloff / Getty Images

"Estamos condicionados a nos aproximar o máximo possível da brancura, heterossexualidade e masculinidade porque é onde está o poder", ele continuou. "E, se apelarmos para isso, talvez consigamos um pouco."

"Mas a revolução não se trata de apelar. Trata-se de exigir o que deveria nos ter sido dado desde o começo", ele declarou.

Publicidade

Justice continuou, dizendo: "O que deveria ter sido dado aos indivíduos negros, queers e trans desde o começo. Que é o direito de existir. De viver e prosperar em público. Sem medo de perseguição ou ameaça de violência."

Ele concluiu sua publicação compartilhando fotos de si mesmo e de seu namorado, o também ator Nicholas Ashe, e escreveu: "Há tanta tragédia na timeline nos últimos dias, então coloquei algumas fotos minhas e de Nic para mostrar um pouco de #blackboyjoy #blacklove #blackqueerlove ❤️🧡💛💚💙💜":

Publicidade

"Você tem sido minha rocha e minha luz guia em meio a tudo isso, e eu te amo muito. Sei que do outro lado está a mudança, embora a luta esteja longe de terminar", ele declarou.

Publicidade

Este post foi traduzido do inglês.

Leia mais

Este é um lembrete de que não haveria Orgulho LGBTI+ sem os ativistas LGBTI+ negros

Escrito por Kelly Martinez • há 2 anos

Esta thread no Twitter fala sobre a importância da Lacraia, travesti que foi ícone do funk nos anos 2000

Escrito por Matheus Saad • há 2 anos

16 músicas de mulheres queer que você deveria ouvir agora mesmo

Escrito por fair dinkum • há 2 anos

A Pepita foi pedida em casamento e renovou as nossas esperanças no amor

Escrito por Matheus Saad • há 2 anos

Publicidade

Veja também