John Boyega resolveu falar sobre ter sido deixado de lado em "Star Wars" por causa da sua raça

"Eles deram todo o desenvolvimento para Adam Driver, e deram todo o desenvolvimento para Daisy Ridley."

Em uma nova entrevista para a GQ, o ator John Boyega se abriu sobre sua experiência de trabalho na franquia "Guerra nas Estrelas", dizendo que seu personagem "foi vendido como alguém muito mais importante na saga do que realmente foi" e então, foi deixado de lado.

Jesse Grant / Getty Images

Ele disse que seus sentimentos a respeito da franquia eram "complicados de serem contornados," e acrescentou que o tratamento que deram ao seu personagem "não foi legal".

Walt Disney Studios

"Quando a gente se envolve em algum projeto, nunca ficamos satisfeitos com tudo," Boyega admitiu. "[Mas] o que eu gostaria de dizer à Disney, é que eles não inventem um personagem negro, vendam ele como se fosse muito importante para a saga, sendo que não vai ser o caso, e depois deixem ele de lado."

"Isso não é nada legal," ele acrescentou.

Publicidade

E Boyega diz que o mesmo se aplica ao tratamento que os personagens de Kelly Marie Tran, Naomi Ackie e Oscar Isaac receberam.

Walt Disney Studios

"Vocês sabiam o que fazer com a personagem de Daisy Ridley e sabiam o que fazer com o personagem de Adam Driver," ele disse à GQ. "Vocês sabiam o que fazer com todo mundo, mas com relação a Kelly Marie Tran, com relação a Oscar Isaac, vocês ferraram com eles."

Gareth Cattermole / Getty Images

"Eles deram todo o desenvolvimento para Adam Driver, e deram todo o desenvolvimento para Daisy Ridley," Boyega continuou. "Vamos ser francos. Daisy sabe disso. Adam sabe disso. Todo mundo sabe. Eu não estou expondo nada."

Publicidade

"O que eles querem que a gente diga é: 'eu gostei de ser parte disso. Foi uma experiência e tanto,'" disse Boyega. "Não, não, não. Eu vou fazer isso quando eu realmente acreditar que foi uma experiência e tanto."

Frazer Harrison / Getty Images

Mais para a frente na entrevista, Boyega admitiu que sua experiência em "Guerra nas Estrelas" o transformou em alguém diferente, "muito mais militante".

Stuart C. Wilson / Getty Images

"Eu fico revoltado com um processo assim," ele explicou. "Isso te deixa mais militante; transforma você. Porque você chega à seguinte conclusão: 'eu ganhei essa oportunidade, mas estou em uma indústria que não está pronta para mim'. Ninguém mais do elenco ouviu pessoas dizendo que iam boicotar o filme porque [ele ou ela] ia participar," ele continuou. "Ninguém mais recebeu mensagens negativas e ameaças de morte no Instagram, ou das outras redes sociais, dizendo: 'você é negro, não devia ser um Stormtrooper.' Ninguém mais enfrentou isso. E as pessoas ainda se surpreendem de eu estar nesse estado."

Publicidade

Você pode ler a reportagem de capa da GQ com o John Boyega completa aqui.

Publicidade

Este post foi traduzido do inglês.

Leia também

145 coisas que pensei ao assistir a todos os Star Wars na ordem cronológica

Escrito por Luiz Guilherme Moura • há 2 anos

Você consegue lembrar em que "Star Wars" acontecem estes momentos?

Escrito por Luiz Guilherme Moura • há 2 anos

John Boyega fez um forte discurso durante protesto de Black Lives Matter

Escrito por Ade Onibada • há 2 anos

Oscar Isaac estava pronto para interpretar o namorado de John Boyega em "Star Wars", mas disse que as "pessoas têm medo demais"

Escrito por Terry Carter Jr. • há 2 anos

Só um Jedi vai acertar o nome de 7 planetas neste teste impossível de Star Wars

Escrito por Cris Dias • há 2 anos

Publicidade

Veja também