Em meio a surto de covid, Governo de SP mantém shows, festas e eventos esportivos, mas recomenda reduzir capacidade

Estado tem 39,01% dos leitos de UTI ocupados por pacientes com covid.

O governo de São Paulo anunciou nesta quarta-feira (12) novas recomendações para shows, festas e eventos esportivos. Na última semana, de acordo com o governador João Doria (PSDB), houve incremento de 58% nas ocupações de UTI para pacientes com covid-19. O aumento no número de casos de covid no Estado está combinado ao espalhamento da variante ômicron no Brasil e aos encontros nas festas de final de ano.

Reprodução/Youtube

​​"Após a constatação de uma alta elevação no número de casos de coronavírus em São Paulo e deliberação dos médicos que compõe o comitê científico do estado de São Paulo decidiu recomendar que os organizadores de eventos públicos, especialmente os musicais e esportivos, para que reforcem medidas preventivas para evitar a disseminação da covid", disse Doria. 

Publicidade

As recomendações feitas pelo governo estadual às prefeituras são: uso obrigatório de máscaras; disponibilização de álcool em gel; apresentação de comprovante vacinal completo; e redução de 30% na capacidade de público em shows, festas e eventos que gerem aglomerações, como formaturas e baladas, por exemplo.

Reprodução/Youtube

Segundo o coordenador do comitê científico de São Paulo, João Gabbardo, a decisão por recomendar, e não impor as medidas, se dá porque "os municípios têm situações diferentes" e devem "legislar de acordo com a sua realidade epidemiológica". "As recomendações têm de ser proporcionais à situação que nos estamos vivendo", disse.

Reprodução/Youtube

Publicidade

Durante a coletiva de imprensa deste quarta, o governo ainda anunciou que acatou a recomendação do comitê científico de manter a necessidade do uso de máscaras até dia 31 de março em todos os ambientes (locais abertos ou fechados). 

Veja também