Um mamilo escorrendo leite não deveria ser polêmico

O cartaz do novo filme do Almodóvar trouxe uma discussão que já deveria ser superada.

BuzzShe

"Mamilos são polêmicos", já dizia o meme. Mas só os femininos. E o novo filme do cineasta espanhol Pedro Almodóvar, "Madres Paralelas", trouxe a questão à tona novamente.

Divulgação

O pôster do longa, que será lançado no dia 10 de setembro nas salas de cinema da Espanha, foi tirado do ar no Instagram por infringir as regras ao exibir um mamilo feminino escorrendo leite.

Divulgação

Publicidade

O designer espanhol Javier Jaén, autor da arte, disse que a remoção já era esperada. Ele postou a imagem novamente, agradeceu os compartilhamentos e acabou fazendo barulho na internet a ponto de ser notado pelo Facebook, empresa proprietária do Instagram.

Reprodução

A plataforma acabou pedindo desculpas ao artista em uma nota que ele próprio publicou em seu perfil.

Publicidade

"A princípio, removemos várias vezes essa imagem por violar nossas regras contra nudez. Entretanto, fazemos exceções para permitir nudez em algumas circunstâncias, como as que incluem caráter artístico", informou a mensagem. "Pedimos desculpas pela confusão causada."

É incrível como, apesar de estarmos em 2021, ainda é preciso recorrer a discussões tão básicas. Plataformas como o Facebook, o Instagram e o Twitter permitem coisas muito piores, como discurso de ódio, racismo, homofobia, transfobia, machismo e desinformação. Sério mesmo que um mamilo escorrendo leite é um grande problema?

Publicidade

"Madres Paralelas", ainda sem data de estreia no Brasil, traz Penélope Cruz e Rossy Palma como protagonistas para contar a história de duas mães que dão à luz no mesmo dia.

Divulgação

Em entrevista ao El País, o designer Javier Jaén disse o que sempre soubemos sobre o machismo nosso de cada dia: "Se o mamilo fosse de um homem, não o teriam censurado".

Reprodução/Domestika

Publicidade

Veja também