Essa marca jura que está sofrendo bullying por usar modelos magérrimas

Eles também sofrem bullying por serem bonitos, será?

Tudo começou quando a marca "À La Garçonne" postou essa foto no Instagram.

E uma consumidora criticou a marca por fazer "apologia à magreza" ao escolher frequentemente modelos extremamente magras para suas campanhas.

Reprodução / Twitter / Via Twitter: @frufru

Publicidade

"Só anorexia aqui" e "apologia à magreza" são alegações fortes. Mas as modelos são realmente MUITO magras como você pode ver em mais uma das fotos do feed deles.

A maneira que a marca decidiu responder à crítica é que surpreendeu.

Reprodução / Twitter / Via Twitter: @frufru

Publicidade

Depois, a marca continuou expondo a consumidora em seu stories, além de postar um comunicado no mesmo tom da resposta anterior.

Reprodução / Twitter / Via Twitter: @frufru,

"Comunicado: Informamos que a À La Garçonne repudia toda e qualquer forma de bullying e não aceitará comentários abusivos que ofendam a marca, estilistas ou modelos que trabalham para nós, seja pelo biotipo físico, raça, crença ou orientação sexual. Agressores serão sempre denunciados e bloqueados de nossas redes sociais. Haters não terão espaço".

Publicidade

Agora um momentinho do seu tempo para uma definição conceitual.

Reprodução / Michaelis / Via michaelis.uol.com.br

O que a moça disse:

Agressivo ✅

Sistemático ❌

Ameaça ❌

Intimidação ❌

Coesão ❌

Como a marca respondeu:

Agressivo ✅

Sistemático ✅

Ameaça ✅

Intimidação ✅

Coesão ✅

Parece que o bullying bateu e voltou.

Publicidade

Publicidade

O comentário da leitora, a resposta e o comunicado já não estão mais nas redes da marca.

Veja também:

Publicidade

Publicidade

Você já tem o app do BuzzFeed Brasil no seu celular? Baixe gratuitamente no Android e no iOS para ver todos os nossos testes, vídeos, notícias e muito buzz.

Publicidade

Veja também