Essa adolescente foi alvo de comentários racistas após se comparar com uma personagem de "Avatar: O Último Mestre do Ar"

"Muita gente não sabe da discriminação que pessoas de pele escura sofrem quando se comparam a um personagem ou quando fazem cosplay."

Courtesy Angel

Há algumas semanas as pessoas começaram a compartilhar fotos nas redes sociais se comparando com personagens de desenhos animados. Uma delas foi Angel, de 18 anos, que tirou algumas selfies e notou semelhanças entre ela e a Princesa Yue, de "Avatar: O Último Mestre do Ar".

Os seguidores de Angel adoraram a comparação e as imagens acabaram viralizando. Porém, quando as fotos foram parar no Instagram de um fã clube de "Avatar", outros tipos de comentários começaram a surgir.

Publicidade

"Um em cada três comentários tinha a ver com a minha raça ou com o fato de minha pele ser muito escura," Angel disse ao BuzzFeed News. "Isso me fez pensar sobre como cosplayers negros e não-brancos são tratados de forma diferentes dos outros", completou.

Para provar seu ponto, Angel tuitou uma imagem onde ela comparava os comentários que recebeu com os comentários direcionados a uma cosplayer branca que se vestiu como a mesma personagem. Esta postagem também acabou viralizando e deixou muita gente indignada.

Publicidade

Ela continuou dizendo: "teve muitos comentários agradáveis, mas eu também fui assediada e insultada por algumas pessoas. Isso já era esperado, especialmente por eu ser uma mulher negra recebendo atenção e destaque na internet."

Uma das pessoas que saíram em defesa de Angel foi o próprio diretor da série, Giancarlo Volpe, que disse que ela estava perfeita. Ele também tuitou uma mensagem direcionada a ela que dizia "I got you, Yue (Estou contigo, Yue)."

Depois disso, Angel disse: "Todo mundo que ficou dizendo que eu não era a Yue ou que criticou meu visual, vocês não podem falar mais nada. Eu fui aprovada pelo diretor."

Publicidade

Yue é uma personagem de origem inuit, e alguns comentários questionaram se o cosplay era pertinente.

Angel disse que a foto dela não apaga a origem étnica da Yue. "É óbvio que eu não posso ser literalmente a 'Yue original' porque eu não tenho herança inuit," afirmou. "Mas receber o apoio do próprio diretor e de milhares de outras pessoas foi muito bom."

Angel recebeu uma enxurrada de elogios e comentários dizendo que ela estava incrível.

Publicidade

Apesar de a intenção dela não ter sido fazer um cosplay, seu tuíte e as reações que ela recebeu abriram um debate sobre o tratamento que os cosplayers negros, especialmente os que têm a pele mais escura, recebem.

Publicidade

Angel disse estar feliz que sua experiência tenha levado a essa discussão.

"Muita gente não está ciente da discriminação que pessoas de pele escura sofrem quando se comparam com um personagem ou fazem cosplay", afirmou.

Ela também comentou como a experiência dela ajudou a abrir os olhos das pessoas. Angel disse: "algumas pessoas me disseram que eu fui uma inspiração, e outras disseram que essa minha história com a Yue fez o dia delas. E isso é tudo que eu quero."

Ela ainda acrescentou: "eu quero trazer alegria para os outros, e também ser a voz daqueles não têm."

Este post foi traduzido do inglês.


Publicidade

Leia mais

Você concorda ou discorda destas opiniões superpolêmicas sobre "Avatar: A Lenda de Aang"?

Escrito por Morgan Sloss • há um ano

O documentário de Michelle Obama me lembrou como é ter esperança

Escrito por Camila Sa • há um ano

Meu coração derreteu de amor pelo livro “Sulwe”, escrito pela Lupita Nyong'o

Escrito por Camila Sa • há um ano


Publicidade

Veja também