Em 'A Fazenda', Rico quebra um tabu necessário: mandar tomar no cu não é xingamento

Pelo contrário: para muitos, é uma delícia.

Publicidade

"Eu gosto de tomar no cu, é o lugar onde eu tomo mesmo. Onde eu gosto de tomar".

Rico Melquiades
Rico Melquiades

Reprodução/Record

Ao ouvir isso, MC Gui chamou Rico de "lixo".

MC Gui
MC Gui

Reprodução/Record

Publicidade

Péssimo.

Apesar do componente homofóbico, que se apresenta no momento em que um homossexual afirma sua sexualidade e é chamado de lixo em seguida, não é sobre MC Gui que temos de falar. É preciso exaltar a resposta de Rico Melquiades.

Está na hora de ressignificar o que é xingamento para tantos. Muitos homens gays tomam no cu. Para muitas mulheres também. Para eles e elas, é uma delícia.

Portanto: desde quando mandar alguém fazer o que lhe dá prazer é ofensivo? A ofensa está embutida no significado atribuído por MC Gui a "tomar no cu", como se fosse algo que atentasse contra a dignidade ou a masculinidade. Não é.

Que tenhamos mais gente entendendo que tomar no cu é bom. E que MC Gui um dia aprenda a se comunicar, cresça e apareça.

Publicidade

Veja também