Elliot Page, ator de Juno e de The Umbrella Academy, anunciou ser transgênero

"Mal consigo expressar como é incrível me amar o suficiente para ir atrás do meu eu verdadeiro."

Através da sua conta no Instagram, o ator Elliot Page anunciou que é transgênero.

Indicado ao Oscar pelo seu trabalho no filme "Juno", o ator também é uma das estrelas da série "The Umbrella Academy", da Netflix.

A postagem em que Elliot se anuncia como um homem trans ganhou repercussão instantânea. No texto ele afirma estar muito feliz, mas que tem medo do preconceito. Veja a tradução na íntegra:

Publicidade

"Olá amigos. Eu quero compartilhar com vocês que eu sou trans, meus pronomes são ele/pronomes neutros e o meu nome é Elliot. Me sinto sortudo por estar escrevendo isso, por estar aqui, por ter chegado a esse lugar da minha vida.

Me sinto muito grato pelas pessoas incríveis que me apoiaram ao longo dessa jornada. Mal consigo expressar como é incrível me amar o suficiente para ir atrás do meu eu verdadeiro. Eu fui infinitamente inspirado por muitas pessoas da comunidade trans. Obrigado pela sua coragem, pela sua generosidade e pelo trabalho sem fim paras fazer deste mundo um lugar mais inclusivo e com mais compaixão. Vou oferecer todo o suporte que eu conseguir e vou continuar lutando por uma sociedade mais amorosa e igualitária.

Também peço por paciência. Minha felicidade é real, mas é frágil. A verdade é que, apesar de me sentir profundamente feliz e de estar ciente dos privilégios que carrego, eu também estou com medo. Tenho medo de as pessoas serem invasivas, do ódio, das "piadas" e da violência. Para ser claro, eu não quero estragar um momento alegre e de celebração, mas eu quero expor a realidade. As estatísticas são estarrecedoras. A discriminação sofrida pela comunidade trans é enorme, perversa e cruel, resultando em consequências terríveis. Apenas nos ano de 2020 foram relatados pelo menos 40 casos de assassinatos de pessoas trans, em sua maioria pessoas negras, latinas e mulheres. Para os líderes políticos que trabalham para nos negar o direito de existir e para aqueles que usam suas plataformas para disseminar o ódio contra a população trans: vocês têm sangue em suas mãos. Vocês criaram uma onda de maldade e raiva que recai sobre os ombros da comunidade trans, um comunidade em que 40% das pessoas adultas já relataram tentativas de suicídio. Basta. Vocês não estão sendo "cancelados", vocês estão machucando pessoas. Eu sou uma dessas pessoas e nós não vamos nos calar diante desses ataques.

Eu amo ser trans, e eu amo ser queer. E quanto mais eu abraço quem eu sou, mais eu sonho, mais o meu coração cresce e mais eu resisto. Para as todas as pessoas trans que lidam com assédio, que não gostam de si mesmas, que sofrem abusos, ameaças e violências todos os dias: Eu vejo vocês. Eu amo vocês e eu vou fazer tudo o que que puder para mudar esse mundo para melhor.

Obrigado por lerem isso.

Todo meu amor,

Elliot."

Veja também:

17 coisas que nem todo adolescente LGBTI+ teve o privilégio de viver

Escrito por Matheus Saad • há 2 anos

11 coisas importantes que existem graças às pessoas LGBTI+

Escrito por Matheus Saad • há 2 anos

13 filmes e séries da Netflix para assistir no Mês do Orgulho LGBTI+

Escrito por Luiz Guilherme Moura • há um ano

Publicidade

Veja também