E se o impeachment fosse uma novela das oito?

Quando a realidade supera a ficção, já pode ir escolhendo os atores.

Há 5 anos

1. Ricardo Lewandovski, que presidiu o julgamento, seria interpretado por Marco Nanini.

http://www.osul.com.br/stf-obriga-governo-a-fornecer-fraldas-descartaveis-a-pessoas-com-deficiencia/, TV Globo / Reprodução

Somente um ator com a experiência do Lineu, de "A Grande Família", poderia botar ordem na bagunça toda.

2. Poucos papéis seriam tão perfeitos quanto Vanessa Gerbelli interpretando Janaína Paschoal.

Agência Brasil, TV Globo - Divulgação

Publicidade

3. A ex-ministra e senadora Kátia Abreu poderia ser vivida por Dira Paes.

4. A protagonista Dilma Rousseff seria vivida por Suzy Rego.

REUTERS/Adriano Machado, TV Globo / Divulgação

Embora seja mais nova que a ex-presidente, Suzy conseguiria emprestar seu talento para viver o drama de Dilma do começo ao fim.

Publicidade

5. José Eduardo Cardozo, o advogado de defesa de Dilma, seria Alexandre Borges.

Marcelo Camargo/Agência Brasil, TV Globo - Reprodução

Sendo durão ou chorando, Alexandre conseguiria certamente reproduzir todas as facetas de Cardozo durante esses intensos dias de emoções à flor da pele, na tentativa de ajudar Dilma.

6. O ex-presidente Lula teria que ser vivido por Tony Ramos

Reprodução, TV Globo / Reprodução

Será que o Tony conseguiria fazer a língua presa e a voz rouca?

Publicidade

7. Mais uma vez veríamos a tabelinha Aécio Neves e Domingos Montagner.

Twitter: @SenadoFederal, TV Globo / Divulgação

Há quem diga que o personagem que Domingos viveu em "O Brado Retumbante" seria uma representação do senador mineiro. Verdade ou não, seria ele a pessoa perfeita para encarnar Aécio nesta versão novelística.

8. Marcello Novaes viveria o ex-presidente Fernando Collor.

http://gshow.globo.com/artistas/marcello-novaes/, http://www.fernandocollor.com.br/

Esperamos ver o Marcello numa mistura de Max (de "Avenida Brasil") e Raí (de "Quatro por Quatro"). Você nunca pensou que daria certo, né? Mas daria!

Publicidade

9. Marta Suplicy só poderia ser feita por Vera Fischer.

Reprodução, Divulgação / Canal Viva

A única adaptação que Vera ia precisar fazer é deixar o cabelo bem curto. Será que ela ia topar?

10. Humberto Martins assumiria o papel de Renan Calheiros.

Agência Brasil, TV Globo - Divulgação

Claro que iria faltar uma caracterização de envelhecimento e sumir com o furo no queixo, mas Humberto se daria bem neste personagem.

Publicidade

11. Murilo Benício poderia ensaiar uma volta ao passado para viver Lindbergh Farias.

Agência Senado, TV Globo / Divulação

O ator teria que ficar com visual bem parecido com aquele da época de "Chocolate com Pimenta" para viver o senador.

12. Antônio Fagundes seria o homem por trás do papel de Ronaldo Caiado.

ronaldocaiado.com.br, TV Globo / Reprodução

Fagundão finalmente se livraria da peruca de "Velho Chico" para assumir o cabelo grisalho igual ao de seu personagem nesta história.

Publicidade

13. Gleisi Hoffmann poderia ser vivida por ninguém menos do que Letícia Spiller.

senado.com.br, TV Globo - Divulgação

14. Aloysio Nunes só poderia ser Tonico Pereira.

psdb.org.br, TV Globo / Reprodução

Tonico, que era o Mendonça em "A Grande Família", iria ter fortes debates com Marco Nanini (que é o nosso Lewandovski), assim como na época do antigo seriado.

Publicidade

15. Osmar Prado poderia deixar seus óculos de lado e daria um perfeito Cristovam Buarque.

Agência Senado, TV Globo - Reprodução

16. A participação especial de Chico Buarque seria interpretada por Marcelo Adnet.

Twitter: @anandapzz, TV Globo - Divulgação

O ator e humorista já mostrou várias vezes que sabe inclusive imitar o cantor.

Publicidade

Veja também:

Nem tudo é xingamento e discussão na votação do impeachment

Estes são os principais pontos do discurso de Dilma no Senado

Veja também