Dois anos de pandemia: Nossos leitores contam o que deixaram de fazer por causa da covid

Depois de 11 de março de 2020, nossas vidas nunca mais foram as mesmas.

Saudades dos amigos.

Nadia Bormotova/Getty Images

"Deixei de ver amigos que sei que são mais 'rueiros', por medo de me contaminar e contaminar minha família. Sinto muitas saudades, mas prezo pela prudência. O seguro morreu de velho." (Priscila Diogo)

Publicidade

Mudança de hábitos.

Istona/Getty Images

"Nunca mais fui para locais onde não tem como usar máscara, tipo praia e piscina. Praia eu não curto, mas eu já nem olho hotel com piscina porque não vou entrar mesmo. Eu nunca mais quis ficar perto de várias pessoas juntas porque não confio que todos tomaram a vacina." (Thamires Kurtinaitis Gerevini)

Abandono de hobbies.

Getty Images

"Programas culturais, no geral, como museu, teatro, cinema, etc. Não sei lidar/ainda tenho medo, mesmo com as coisas mais flexibilizadas. Cheguei num ponto em que meu psicólogo diz que eu preciso ter essas distrações/hobbies, mas eu nem sei mais do que eu gosto. Administrar tudo isso na cabeça se tornou algo confuso demais para mim." (Catarine Casagrandi)

Publicidade

Fim dos abraços.

Naphat Ittipong/Getty Images
Naphat Ittipong/Getty Images

"Deixei de dar/receber abraço nos/dos meus alunos." (Lucile Da Rosa Pereira)

E dos beijos em desconhecidos.

Atlas Studio/Getty Images

"Nunca mais beijei pessoas desconhecidas, morro de saudades hahaha." (Lucas Labaki)

Publicidade

Sair de casa, nem pensar.

Anastasia Cherkasova/Getty Images

"Eu não saio mais, tenho muito medo. Sinto-me horrível, após dois anos com agorafobia, quando eu finalmente pude sair sem ter crises, a pandemia veio." (Emily Gomes)

O escritório virou casa e a casa virou escritório.

Toltemara/Getty Images

"Eu nunca mais trabalhei em um escritório e sinto falta disso. Uma das coisas que eu mais gostava era da rotina de acordar, ir para o trabalho, almoçar com a turma e viver uma vida fora do apartamento. Espero voltar em breve para o presencial." (Guilherme Oliveira)

Publicidade

O batom ficou na gaveta.

Nataliia Kurylo/Getty Images

"Não saio mais de casa usando batom." (Ana Carolina Fiorentini)

E o trabalho ficou de lado.

Dusan Stankovic/Getty Images

"Trabalho com fotografia e estou desde então sem fotografar. Domingo será meu retorno ao trabalho e estou mega ansiosa, fico com medo de não saber fazer o trabalho como antes." (Lívia Kiramaehs)

Publicidade

Ansiedade está a mil.

IrynaDanyliuk/Getty Images

"Nunca mais fiquei confortável com outras pessoas ao redor, fico muito nervosa quando preciso sair de casa ou quando alguém quer vir na minha, mesmo vacinada. Acho que piorou depois que peguei covid, mesmo tomando todo cuidado e fazendo tudo certo. A pandemia foi um gatilho muito grande para minha ansiedade." (Mariana Reis)

E a família está mais distante.

Aleksei Naumov/Getty Images

"Nunca mais ouvi música ao vivo, em shows ou em barzinho. Nem tive festa de família que junta tooodo mundo. Agora, cada núcleo familiar faz as suas reuniões." (Clarissa J. Nogueira)

Publicidade

A todas e todos que compartilharam suas histórias com a gente: muito obrigada! Esperamos que dias melhores cheguem logo para todos nós!

Veja também