Dicas de como viajar sem gastar uma fortuna

Ofertas de passagem, reservas de férias, aplicativos e outros jeitinhos pra viajar bem gastando menos.

Meu nome é Hannah, e viajar é de longe o meu passatempo preferido. Tanto que só consigo trabalhar direito quando tenho uma viagem planejada para aproveitar meus finais de semana prolongados ou dias de folga.

Hannah Loewentheil/BuzzFeed

Eu gostaria de poder viajar o tempo todo sem me preocupar com nada. Mas a realidade é que viajar pode ser caro. Bem caro. E como uma escritora que mora em Manhattan, infelizmente não tenho recursos ilimitados para gastar em minhas aventuras. Ainda assim, descobri algumas dicas e truques que me permitem viajar bem dentro do orçamento. Veja algumas dicas de economia que funcionaram para mim:

Hannah Loewentheil/BuzzFeed, Hannah Loewentheil/BuzzFeed

Publicidade

1. Viajar durante a baixa temporada.

Hannah Loewentheil/BuzzFeed

A baixa temporada refere-se a mais ou menos um mês antes da alta estação quando o clima ainda está bom mas o grande público ainda não chegou. Sem dúvidas, essa é minha época favorita de viajar. Há alguns meses meu marido e eu reservamos uma viagem para França e Espanha no começo de outubro. Conseguimos reservar voos baratos e tarifas de hotel fora de temporada, e ainda assim pegar temperatura de 23 ºC e ensolarado todos os dias. Se tivéssemos reservado a mesma viagem em julho ou agosto, iríamos gastar três vezes mais.

2. Aproveite os pontos de recompensa do cartão de crédito.

American Express

Diversos cartões de crédito oferecem várias recompensas de pontuação. Alguns conseguem até mesmo desconto em passagens e outras coisas de viagem! Depois que você encontrar um cartão que sirva para você, use-o sempre. Todo o dinheiro que você gastar em compras, alimentação e até Uber somam pontos para você acumular. Em um mês eu viajarei de classe econômica premium de Nova York para Tóquio e retorno de Hong Kong com um belo desconto graças aos meus pontos do cartão.

Publicidade

4. Não se contente apenas com o Airbnb.

Uso muito o Airbnb e já encontrei muitas ofertas incríveis lá, mas antes de ir direto para o Airbnb, sempre procuro na internet por ofertas de hotéis. Especialmente fora de temporada ou na baixa estação, eu encontrei tarifas ótimas em pequenos hotéis boutique por apenas 100 dólares a noite — mais barato que o Airbnb. Dito isto, houve outras ocasiões onde o Airbnb ganhou. Em uma viagem recente à Paris, encontramos uma quitinete fofa no Marais, com um terraço externo, por metade do preço dos hotéis próximos.

Publicidade

5. Procure pelas ofertas antecipadas dos hotéis.

Se você tem uma viagem planejada antecipadamente, muitos hotéis — até os melhores — oferecem tarifas com desconto para pessoas que reservam cedo. Faça sua pesquisa e veja se um hotel que você está de olho tem uma oferta para reserva antecipada. Estou indo para Tóquio para minha lua de mel e reservei um quarto no Hoshinoya, um hotel cinco estrelas, cerca de seis meses antes. Se eu fosse reservar o mesmo quarto de hotel no mês da viagem, as tarifas subiriam muito. Graças ao desconto da antecedência, pagamos uma pequena fração da tarifa normal.

6. Seja flexível com suas datas de viagem.

Hannah Loewentheil/BuzzFeed

Se você tiver a opção, pode economizar uma grana evitando viajar nos feriados ou até nos finais de semana. Como a maioria das pessoas, gosto de aproveitar os finais de semana de 3 dias e folgas do trabalho, mas ao invés de voar no feriado, eu sempre vou tentar colocar mais um dia na minha viagem para que os voos sejam mais baratos. Por exemplo, se estiver viajando no Dia do Trabalho, voltarei para casa na terça-feira ao invés de segunda-feira. É apenas um dia, mas a diferença de preço pode ser realmente significativa.

Publicidade

7. Alugue um carro, mas tente fazer isso através de um aplicativo.

Hannah Loewentheil/BuzzFeed

Sempre que sei que vou explorar os arredores de uma cidade, costumo alugar um carro porque isso me dá muita flexibilidade. No passado, sempre costumava usar empresas tipo Hertz ou Enterprise, mas em uma viagem recente para a Califórnia experimentei a Turo, um aplicativo de compartilhamento de carros. Consegui alugar um BMW conversível compacto e bacana por menos dinheiro do que normalmente gasto alugando um sedã bem básico. Ah, e se você optar por uma locação tipo Enterprise, não pague cegamente pelo seguro deles. Gastei mais de 500dólares na Islândia pois a locadora de carros Sixt me convenceu de que eu precisava de cobertura extra, mas depois descobri que era um total desperdício de dinheiro. Eu já estava completamente protegida pela empresa do meu cartão de crédito.

8. Pesquise atividades gratuitas em cada cidade que estiver visitando.

Uma maneira fácil de economizar dinheiro com suas despesas diárias enquanto viaja é aproveitar as atividades gratuitas. A maioria das cidades, especialmente na Europa, tem passeios gratuitos onde você pode aprender um monte sobre o lugar que está visitando. Frequentemente estes passeios são conduzidos por jovens moradores locais que podem direcioná-lo para locais divertidos e pouco conhecidos. Os museus ao redor do mundo também têm dias gratuitos ou que você paga o que desejar. Por exemplo, o Museu Picasso, em Barcelona, é gratuito no início da noite, todas as quintas-feiras, e a Uffizi Gallery, de Florença, é gratuita no primeiro domingo de cada mês, de outubro a março.

Publicidade

9. Piquenique, piquenique, piquenique!

Se eu tiver a opção entre um almoço chique e um bom e tradicional piquenique, eu quase sempre vou escolher o último. Não há nada que eu goste mais do que visitar um mercado de produtores locais em uma nova cidade e pegar alguns ingredientes para um piquenique. Este almoço ao ar livre com pães, queijos e vista para a Torre Eiffel me custou cerca de 15 euros, e foi uma das refeições mais memoráveis da minha viagem.

10. Retire moeda estrangeira de caixas eletrônicos seguros.

Tongpatong / Getty Images

Com poucas exceções, normalmente é melhor tirar dinheiro de um caixa eletrônico do que trocar uma moeda por outra. Diferentes casas de câmbio e quiosques cobram diferentes taxas de câmbio ou podem cobrar uma taxa elevada. Se você precisar trocar moeda, pelo menos faça em seu próprio banco e nunca no aeroporto.

Publicidade

11. Preste atenção às regras das companhias aéreas e saiba no que você está se metendo.

Hannah Loewentheil/BuzzFeed

Todas as companhias aéreas tem regras e regulamentos diferentes sobre o que uma passagem econômica ou econômica básica oferece. Eu voei de United Airlines em uma viagem recente à Los Angeles e tolamente reservei uma passagem da classe econômica básica. Apenas quando cheguei ao aeroporto que me dei conta que teria que pagar cerca de 40,00 dólares por trajeto, apenas para verificar minha bagagem de mão. Teria sido melhor gastar o dinheiro extra em uma passagem na classe econômica comum. Todas as companhias aéreas tem políticas diferentes, então faça sua lição de casa antes de se comprometer.

12. Peça recomendações aos moradores locais.

Hannah Loewentheil/BuzzFeed

Eu sempre leio guias de viagem e blogs para recomendações sobre restaurantes no exterior, mas acho que os melhores e mais acessíveis achados vêm da conversa com os moradores locais. Fale com quem você conseguir, do seu anfitrião do Airbnb até os garçons. Eles o levarão para longe das armadilhas para turistas e mostrarão tesouros escondidos que a maioria dos guias de viagem não conhecem. Na primeira noite que passei em Nice, na França, segui o conselho de um site de viagens famoso e acabei em um bistrô super caro com comida medíocre. Depois do jantar, o garçom me falou sobre seu lugar favorito na cidade: uma pequena loja de azeites e restaurante chamado Oliviera. Segui o conselho dele e, na noite seguinte, tive a melhor refeição da viagem, e foi uma pechincha. Este é apenas um exemplo de uma tendência recorrente sempre que viajo. Os moradores locais sempre sabem o que é melhor.

Publicidade

13. Comece um sistema para economizar que funcione para você.

Hannah Loewentheil/BuzzFeed

Viajar é uma das minhas maiores prioridades, então em cada pagamento meu que cai na conta eu tento deixar 200 dólares de lado que irão para minha poupança de viagem. Com o tempo, esse cofrinho aumenta. Nunca me senti mal por usar esse dinheiro suado para viajar, porque é exatamente para isso que eu estava economizando. Tenho amigos que defendem com unhas e dentes o Qapital, um aplicativo que permite que você defina suas próprias regras e metas para economizar. Por exemplo, para cada café que você compra no Starbucks, o aplicativo colocará um dólar em sua "poupança de viagem". Descubra uma sistema que funcione para você, e comece a guardar dinheiro pouco a pouco para aquela viagem que você morre de vontade de fazer.

14. Planeje seu itinerário de viagem com antecedência.

Hannah Loewentheil/BuzzFeed

Admito que sou uma pessoa super organizada. Quando viajo, gosto de fazer algumas coisas espontaneamente, mas também gosto de ter algum tipo de itinerário, assim sei que terei tempo para fazer todas as coisas que quero fazer. Não preciso de uma programação para cada hora do dia, mas também acho que preparar um itinerário de viagem antecipadamente me permite fazer orçamentos com responsabilidade. Se eu sei que tenho uma reserva legal de jantar em uma noite, farei cortes em outras despesas naquele dia, assim posso manter tudo sob controle financeiramente. Ter um plano também me permite contar com o transporte público: se eu sei para onde estou indo, posso descobrir se vou pegar metrô ou ônibus, sem ficar presa aos Ubers ou táxis caros.

Publicidade

Este post foi traduzido do inglês.

Publicidade