De baixa a recorde: Cresce em 47,2% o número de jovens entre 16 e 18 anos com título de eleitor

Tá feliz, Anitta?!

Se no primeiro trimestre a preocupação era com a baixa adesão dos jovens ao processo eleitoral, hoje, a menos de cinco meses das eleições, e já com o prazo para tirar o título de eleitor encerrado, o Brasil bateu todos os recordes de cadastro de jovens entre 16 e 18 anos.

Reprodução/Twitter

O engajamento dos jovens às vésperas dessa eleição, que promete ser uma das mais tensas e importantes desde a redemocratização, é motivo para se comemorar.

Publicidade

Publicidade

Um dia depois do fim do prazo para cadastro, o presidente do TSE, ministro Edson Fachin, comemorou o resultado das ações em torno dos jovens:

Divulgação/TSE

"Vimos, como há muito não se via, um país unido pelo bem e pelo fortalecimento da democracia. Por isso, agradeço a cada um, influenciador ou não, famoso ou não, brasileiro ou não, jovem ou não, que criou conteúdos nas redes sociais para chamar a atenção de todos para a regularização do título. Houve também aqueles que foram além do virtual e disponibilizaram conhecimento, tempo, computadores e acesso à internet para viabilizar o atendimento remoto de tantos que precisam de ajuda", disse Fachin.

Publicidade

Veja também