Como o uso equivocado da expressão "mimimi" arruinou a campanha do Novalfem

“Mimimi” é uma expressão usada para “reclamação sem sentido”, “frescura”. Não é o caso da cólica, reação física (e bastante dolorosa) do ciclo menstrual.

A Sanofi, laboratório que produz o Novalfem, quis criar uma campanha para mostrar que as mulheres não precisam abrir mão de nada por causa das cólicas.

Segundo o site Propmark, a campanha partiu de uma pesquisa que dizia que "75% das mulheres deixam de cumprir obrigações e 58% abrem mão de algo que gostam devido a cólicas menstruais".

O problema foi a expressão que eles escolheram para definir o que é sofrer de cólicas:

Reprodução / Via Facebook: Novalfem

Publicidade

Reprodução / Via Facebook: Novalfem

Sério?

Reprodução / Via Facebook: Novalfem

Publicidade

Só que "mimimi" é uma expressão usada para "reclamação sem sentido", "frescura" -- o que não é o caso da cólica, uma reação física (e bastante dolorosa) do ciclo menstrual.

Não demorou para que as mulheres que sofrem com as cólicas percebessem o equívoco.

Reprodução / Via Facebook: Novalfem

"Não tem uma mulher na agência pra levantar a mãozinha e dizer OLHA, CÓLICA NÃO É FRESCURA? Pelamor".

Publicidade

De fato, tem várias mulheres envolvidas na criação e aprovação da campanha.

E explicaram qual o problema com a campanha.

Reprodução / Via Facebook: Novalfem

"Foram extremamente infelizes... Jamais uma dor pode ser tratada desta forma, seja qual for o seu grau."

Publicidade

Que foi inclusive ofensiva para algumas mulheres que têm cólica por conta de problemas graves, como a endometriose.

Reprodução / Via Facebook: Novalfem

"Eu portadora de Endometriose Severa, digo que essa propaganda é de total desrespeito. Você não pode imaginar o quanto sofremos. É triste ler isso".

A empresa tentou se explicar...

Reprodução / Via Facebook: Novalfem

"MIMIMI não é dor, e sim uma releitura da sensação de desconforto que as dores causam nas mulheres".

Publicidade

Mas não colou.

Reprodução / Via Facebook: Novalfem

"RELEITURA?! Para que tá feio!"

Dizer que cólicas são "mimimi" foi o grande erro e isso não teve conserto.

Reprodução / Via Facebook: Novalfem

"Mimimi, um estado que SÓ AS MULHERES COMPREENDEM".

Acho que a propaganda fala por si e contra argumenta as respostas da empresa. Machista, sexista, preconceituosa, desonesta e julgadora. (...)

Vcs erraram muito. Desrespeitaram mulheres que sofrem com graves problemas de saúde."

Publicidade

Inclusive, este tipo de campanha pode reforçar uma cultura -- a de julgar a dor da cólica como frescura -- que atrasa o diagnóstico de um problema de saúde bem sério, com consequências potencialmente graves: a endometriose.

Reprodução / Via Facebook: Novalfem

"Estou percebendo que a cada post que tenta se desculpar deixa mais claro ainda que não se aprofundou no assunto, não estudou sobre a doença ou sintomas e suas vertentes, não fez uma análise de risco e nem do público alvo. (...)

Hoje as portadoras de Endometriose têm seu diagnóstico tardio devido a médicos despreparados e a grande cultura que cólica é Mimimi."

A campanha também tem um vídeo protagonizado pela Preta Gil.

No clipe, várias mulheres se divertem e dançam em volta da piscina, enquanto a música fala de ir para a balada enquanto você [com cólicas] está em casa, "mas que situação".

O refrão repete "cabou o mimimi, mimimi, mimimi".

Publicidade

O vídeo também não foi poupado nos comentários do YouTube-- especialmente por um grupo de apoio às portadoras de endometriose.

Reprodução / Via youtube.com

"Esse assunto não pode ser tratado como piada, com ironia!

Somos mais de 7 milhões de brasileiras sofrendo com fortes cólicas menstrual, com declínio na qualidade de vida, com destruições de sonhos, adiamento de planos e tarefas. A Endometriose é uma doença crônica, que ainda não tem cura."

Publicidade