Cinco papéis que Juliette poderia interpretar facilmente

Uma artista completa para o que der e vier.

Uma das convidadas do Altas Horas deste sábado (18), Juliette Freire descartou qualquer possibilidade de ser atriz. "Estou fora, essa não quero, já basta os desafios que eu estou enfrentando, isso é muito também. Deixa cada coisa no seu lugar", declarou para Serginho Groisman.
Mas como a gente ama incentivar as pessoas, listamos cinco papéis que Juliette poderia se arriscar sem problema algum.

Ana do Véu (Sinhá Moça)

Reprodução

Isis Valverde, até então novata na TV Globo, passou boa parte coberta, sem ter sua identidade revelada para interpretar Ana Do Véu. Uma forma de Juliette conseguir mais confiança e investir no seu talento.


Publicidade

Chayene (Cheias de Charme)

Divulgação

A diva que infernizou as Empreguetes tem tudo pra ser um papel perfeito para Juliette. A vilã tem carisma, talento, rainha do Eletro Forró e faz muito sucesso.

Professora Helena (Carrossel)

Divulgação

Um ícone da teledramaturgia cairia como uma luva para a Ex-BBB. Amada por todos, sofre por seus alunos, muito justa e sabe como conquistar com suas palavras sempre doce.

Publicidade

Andy (O Diabo Veste Prada)

Divulgação

Andy, uma moça recém-formada e com grandes sonhos. Nada mais justo que uma história de superação com obstáculos e aquele toque de humor. Já imaginam Juliette na cena em que mostra a evolução visual da personagem?

Maria Bonita

Reprodução

A cangaceira brasileira, companheira de Lampião, foi a primeira mulher a participar de um grupo de cangaceiros. A nossa versão de Bonnie e Clyde. Uma história que envolve romance, aventura e uma pitada de ação. Esperando pela cena onde ela fala: "Lampião, o cuscuz tá pronto"

Publicidade

Veja também