"BBB 22": Mayra Cardi diz que não assiste o reality e revela não ter ciúme de Arthur Aguiar

Empresária também é ex-BBB e relembrou o passado no programa

Não tem como Mayra Cardi passar desapercebida. Durante o lançamento do show "Luan City', a empresária foi uma das convidadas e surgiu com um longo vermelho de paetês. Fã do cantor, ela tirou um tempinho pra falar com a gente e contar um pouco de como é ver o marido Arthur Aguiar no "BBB 22".

"Eu fui há muitos anos atrás num show dele. Estar num evento dele não é só assistir um cantor, mas é pegar o todo, né, do que ele faz. Acho bacana, ele sempre tem ideias muito a frente, muito inovadora, isso eu admiro bastante.", disse sobre o dono da festa.

Publicidade

A coach ainda contou que não assiste televisão e que um polpudo time a atualiza com os acontecimentos do programa.

"Eu tenho uma equipe que trabalha para ele, são 19 pessoas, dessas, seis fazem turnos pra assistir e vão me passando que está acontecendo, trechos de vídeos e eu vou sabendo tudo o que está se passando.".

Sobre a permanência do marido e possíveis atitudes que possa estremecer a relação do casal, Mayra se diz muito tranquila.

"Eu não sou ciumenta, sou zero ciúmes. Eu sou desapegada, muito tranquila, então graças a deus não tá rolando.", confessou.

Publicidade

Participante da nova temporada, Mayra entrou através da casa de vidro e causou muito na casa. Suas discussões são lembradas até hoje!

"Eu não dei dica nenhuma [para Arthur], falei pra ele viver a vida intensamente. Eu nunca assisti televisão, nem quando eu entrei no BBB, nem depois. Estão eu só vivi. Na minha época não tinha tudo isso, era outro programa. Não tinha rede social, era outra coisa, então eu nem sabia o que dar de dica. Agora assistindo eu entendo o motivo das pessoas gostarem tanto. É muito intenso", relembrou.

Sobre a sensação de estar do outro lado da tela e ver uma situação em que já viveu, Mayra vê algo completamente diferente e até os sentimentos mudam.

"'É diferente, né? Quando você assiste, tem mais olhos que seus dois. Você começa a ver falsidade das pessoas, começa a se afetar, se envolver, acho que quem tá aqui fora sofre muito de ver as pessoas, uma falando mal da outra é bem ruim. Dá vontade de entrar na televisão.", sobre a experiência de ser uma espectadora.

Publicidade

Veja também